Divaldo Lara é condecorado com a comenda da Ordem do Mérito Ministério Público Militar

Agência Trabalhista de Notícias - 9/11/2018, 8:02

Crédito: Divulgação

Imagem

O Ministério Público Militar realizou na quarta-feira (7), no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça Militar, em Brasília, a solenidade de entrega de comendas da Ordem do Mérito Ministério Público Militar, que também marca o aniversário da instituição, celebrado em 30 de outubro. Receberam a insígnia da Ordem o Comando Militar do Leste, o Comando de Operações Aeroespaciais e o Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra.

A comenda é concedida nos graus de Grã-Cruz, Grande Oficial, Alta Distinção, Distinção e Bons Serviços, podendo também ser condecoradas com as Insígnias da Ordem organizações nacionais ou estrangeiras.

Entre os agraciados, o prefeito de Bagé (RS), Divaldo Lara (PTB), é o único gestor municipal brasileiro a ser condecorado pela instituição, avaliado pelos relevantes serviços prestados na condição de chefe do Poder Executivo bageense. A Câmara Deliberativa da Ordem do Mérito Ministério Público Militar, decidiu por sua Admissão no Grau Grande Oficial, do Quadro Especial, da referida Ordem.

O prefeito comemorou a homenagem proposta por uma das instituições com maior credibilidade do país, e reforçou o valor e confiança agregado ao trabalho que vem sendo realizado pela atual administração. “É uma honra estar entre as maiores autoridades que participam da construção do nosso país e que receberam esta homenagem. Agradeço em nome da nossa população e levo esta medalha para a história de Bagé”, afirmou Lara.

Em discurso proferido durante o evento, o procurador-geral e chanceler da Ordem do Mérito MPM, Jaime de Cassio Miranda, agradeceu aos condecorados pelas contribuições dadas em ações implementadas pela instituição.

“Essa comenda, assim como essa solenidade, foram idealizadas e montadas com a finalidade de louvar e reverenciar essas pessoas e instituições que, alinhadas ao Ministério Público Militar, lutam pela garantia da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis”, disse.

Com informações da Prefeitura de Bagé