Divaldo Lara garante abertura do comércio em dois turnos para o Dia das Mães

Agência Trabalhista de Notícias 8/05/2020, 7:55


Imagem Crédito: Giovana Pereira/PMB

Na metade do mês de março, o município de Bagé (RS) teve confirmados os primeiros casos de Coronavirus na cidade. Com isto, o prefeito Divaldo Lara (PTB) lançou decreto fechando todo o comércio no município para evitar o contágio entre a comunidade, principalmente no centro. Agora, com a situação da pandemia controlada, o chefe do executivo irá permitir que as lojas abram em dois turnos, de quinta-feira (7) a sábado (9), para as vendas de Dia das Mães.

Esta concessão só será possível após um trabalho eficiente do Gabinete do Prefeito e da Secretaria de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência que, desde o primeiro sinal da doença em Bagé, começaram a tomar medidas urgentes para estancar o problema, através de decretos que diminuíram o contato entre pessoas. No primeiro momento, somente serviços essenciais como supermercados, padarias, farmácias e postos de combustíveis. Outras importantes medidas, para o controle do Covid-19, foram as barreiras sanitárias instaladas nas entradas da cidade, a mobilização de agentes da Força Nacional atuando em Bagé e controlando a circulação de pessoas e a permanência de diversos servidores da Vigilância em Saúde orientando o público.

Divaldo assinou o Decreto 071 de 2020 em que autoriza a liberação do comércio em dois turnos – das 8h às 12h e das 14h às 18h – de quinta à sábado, dias que são véspera do Dia das Mães, data comemorativa considerada como uma das mais importantes do ano pelo comércio. Além disso, os supermercados poderão permanecer abertos até as 21h.

Na segunda-feira (11), os horários atuais de funcionamento presentes no Decreto 059/2020 voltam a valer, com o comércio funcionando somente à tarde.

“Sabemos que este é um período em que há muitas vendas, por isso vamos aumentar o período de funcionamento do comércio nestes três dias para ampliar as opções de horários aos clientes, evitando aglomerações”, explicou Divaldo, lembrando que, apesar de Bagé não ser mais uma cidade contaminante, todos os cuidados serão mantidos para que a situação não retorne a um patamar preocupante.

Com informações da Prefeitura de Bagé