Duciomar Costa garante rigor na apuração da morte de paciente em Belém

PTB Notícias 4/07/2007, 16:50


O prefeito de Belém, Duciomar Costa, recebeu a imprensa paraense, no Palácio Antônio Lemos, para falar sobre as providências tomadas pela Prefeitura Municipal a respeito do falecimento do vigilante Antônio Carlos Barbosa de Souza, 41 anos, que morreu na Unidade Municipal de Saúde da Marambaia, na manhã da última segunda-feira (02).

Durante a coletiva, o prefeito petebista anunciou ter determinado abertura de inquérito administrativo para apurar se houve falha no atendimento do paciente e quais as causas da morte, além do afastamento dos responsáveis pelo ocorrido.

“Determinamos que a secretaria de saúde abra inquérito para apuração do caso e posteriormente punir os possíveis culpados.

Sei que isso não traz de volta a vida dessa pessoa, que se tivesse recebido o atendimento adequado, poderia ter sido salvo”, afirmou Duciomar Costa, que solicitou a participação do Ministério Público e da OAB na apuração das responsabilidades.

Ainda durante a coletiva à imprensa, Duciomar Costa declarou que o município de Belém destina de 22 a 24% de seu orçamento para a saúde pública.

“Estamos acima da média nacional , que é de 15%.

Mas é necessário que sacrifiquemos outras áreas.

” O Prefeito também frisou que se o Hospital Municipal da Duque já estivesse funcionando, casos como o ocorrido na Marambaia poderiam ser evitados.

“Não conseguimos implantar o Hospital da Duque, esbarramos na burocracia.

Está lá, o hospital fechado e que poderia estar funcionando”.

Ele destacou a importância do repasse para Belém dos recursos do Programa Qualisus – um programa do Ministério da Saúde, implantado em 2006, que visa qualificar os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o País, por meio da destinação de recursos para que cada município invista na melhoria do atendimento e humanização dos serviços de urgência e emergência, compra de equipamentos e material permanente e reforma de suas unidades de saúde e hospitais.

Segundo o prefeito, ainda na manhã desta terça-feira (03), durante contato telefônico com o ministro da Saúde, José Ramos Temporão, foi solicitada a liberação dos recursos do Qualisus.

“Hoje falamos com o Ministro da Saúde e ele se comprometeu a mandar uma equ ipe do ministério para Belém para ver de perto a situação do setor da saúde e ver como poderemos superar essa situação e promover a liberação desses recursos para compra de equipamentos das unidades de saúde no município”.

A equipe do ministério da Saúde, segundo informou o prefeito, deverá chegar à Belém ainda esta semana.

Hoje o município de Belém dispõe de 15 ambulâncias e mais três avançadas, sendo que duas estão em funcionamento.

Ducimar Costa acredita que com a visita da equipe do Ministério da Saúde, poderá se garantir a liberação dos recursos do Qaulisus e consequentemente a ampliação do número de ambulâncias, além da reforma e reaparelhamento das unidades de saúde.

Duciomar Costa destacou ainda que a população paga pelos serviços de saúde e, portanto, tem obrigação de exigir qualidade no atendimento.

“O serviço público não é gratuito, é pago pela população por meio de impostos.

Temos uma obrigação com a sociedade.

Todos merecem respeito e atendimento adequado.

Nós temos que continuar lutando por um atendimento de saúde mais digno para essa população”, reforçou.

Além do prefeito Duciomar Costa, participaram da coletiva Nazaré Maciel, Auditora Geral do Município; Aline Ataíde, Secretária Municipal de Assuntos Jurídicos; Luiz Neto, Procurador do Município, responsável pelo processo de apuração e Maria Regina Maroja, diretora do Departamento de Urgência e Emergência da Sesma.

fonte: site da Prefeitura Municipal de Belém (PA)