Duciomar Costa recebe homenagem no Festival Internacional de Dança

PTB Notícias 26/10/2007, 9:42


Uma homenagem especial da bailarina e professora de dança Clara Pinto ao prefeito de Belém, o petebista Duciomar Costa, marcou a abertura da 14ª edição do Festival Internacional de Dança da Amazônia (FIDA), na noite da última terça-feira, 23/10.

Na solenidade realizada no Theatro da Paz, outras doze personalidades também foram condecoradas, entre elas o presidente da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Heitor Pinheiro, o dançarino carioca Carlinhos de Jesus e ainda o escritor Bruno de Menezes foram homenageados por suas importantes contribuições para a produção cultural e artística no Estado.

Segundo Ana Clara Pinto Nardi, da organização do evento, desde sua primeira realização o FIDA sempre presta homenagens a pessoas que ajudam e apóiam a arte e a cultura.

A professora Clara Pinto ressaltou o apoio da PMB e fez questão de homenagear o prefeito Duciomar CostaAo destacar o projeto realizado desenvolvido pela Escola de Danças que leva o seu nome em parceria com a Fundação Papa João XXIII (Funpapa), para o atendimento de crianças e adolescentes de famílias de baixa renda, Clara Pinto fez questão de agradecer o apoio da Prefeitura de Belém.

“Eu o homenageio (prefeito Duciomar Costa) pela oportunidade de atuarmos lado a lado nesse belo trabalho que está sendo feito junto a crianças e adolescentes da Funpapa”, destacou Clara.

Apoiadora do FIDA, a Prefeitura deu oportunidade para que 200 pessoas de várias comunidades da periferia de Belém assistissem às apresentações do FIDA no Theatro da Paz, na noite de abertura.

“É uma maneira de promover e facilitar o acesso a cultura da dança, muito presente na vida de todo mundo”, defende Heitor Pinheiro.

Segundo o prefeito Duciomar Costa, o apoio municipal ao FIDA é uma maneira de promover a própria cultura da dança na capital.

“A Prefeitura de Belém não poderia deixar de apoiar um evento desses, principalmente realizado por uma pessoa como a Clara Pinto, que dedica sua vida para que essa arte seja valorizada”, disse o prefeito petebista.

As personalidades artísticas homenageadas pelo 14º FIDA foram o dançarino carioca Carlinhos de Jesus e o escritor paraense Bruno de Menezes, representando no evento por cinco de seus seis filhos.

O escritor paraense é considerado um dos mais importantes referenciais da cultura literária regional com valorização da cultura negra da Amazônia.

Segundo a coordenação do evento, a idéia é encenar uma grande homenagem à própria poesia como forma de expressão e incentivar o hábito da leitura dessas obras.

A ligação da literatura com a dança apresentada na 14ª edição do FIDA é explicada pelo presidente da Fumbel, Heitor Pinheiro, um dos homenageados do evento: “Bruno de Menezes trabalhou em cima da matriz negra, contemplando essa questão do ritmo e da sonoridade característicos da cultura afro e trouxe isso para a sua obra, promovendo um ganho significativo na obra artística paraense a partir da nossa referência cultural”, explica Heitor.

Heitor Pinheiro, presidente da Fumbel, foi um dos doze homenageados na abertura do FIDAPara a filha caçula do escritor Bruno de Menezes, professora Lenora Menezes Brito, o momento é de reconhecimento e ao mesmo tempo de grande emoção para a família visto que toda a literatura paraense se alimentou do Modernismo inaugurado na Amazônia por Bruno de Menezes.

“O trabalho dele é uma verdadeira lição de sociologia, história do Brasil e filosofia humana, fruto de uma pesquisa muito rica junto ao povo, como os canoeiros do Ver-o-Peso, por exemplo.

Retrata a vida, as dificuldades vividas e o próprio pensamento do negro àquela época”, relata Lenora.

O pediatra José Haroldo Menezes, também filho do escritor homenageado, participou do evento recitando o poema ‘Pai João’.

“Com ele eu aprendi na fonte as lições da literatura.

Ele impregnou minha mocidade com os livros”, afirmou José Haroldo.

No evento estiveram presentes ainda os filhos Monsenhor Geraldo Menezes, Marília de Menezes, Maria de Belém Menezes e a bisneta do escritor Bruna de Menezes.

Já Carlinhos de Jesus chegou às lágrimas com a apresentação do Gand de Fillê, em homenagem ao professor de dança que cativou o Brasil.

“Eu tenho alguns dos momentos mais importantes vividos aqui em Belém do Pará.

Por isso eu agradeço ao povo paraense, agradeço à cidade e agradeço a Nossa Senhora de Nazaré”, declarou, emocionado.

O dançarino vai ministrar uma oficina de dança de salão na programação do FIDA, que prossegue até domingo, 28.

As apresentações diárias, mostras competitivas e oficinas acontecem em vários espaços da cidade: Theatro da Paz, Teatro Margarida Schivasappa, Shopping Center Iguatemi, Praça da República.

fonte: site da Prefeitura de Belém (PA)