Dziedricki divulga criação de linha de Microcrédito das cheias no RS

PTB Notícias 10/09/2013, 7:43


A Secretaria da Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe) do Rio Grande do Sul alocou um total de R$ 15 milhões para auxiliar empreendedores populares de pequenos negócios atingidos pelas cheias no Estado.

O titular da pasta, Maurício Dziedricki, presidente do PTB em Porto Alegre, que está promovendo reuniões em diferentes locais que sofreram com o transbordamento das águas, adiantou que a decisão do governo do estado em liberar os recursos se deve à dimensão do desastre que atingiu a população mais carente.

Em doze rios foram registradas cheias excepcionais para a época do ano que acabaram por desabrigar e desalojar um grande número de pessoas no RS.

São mais de mil os empreendedores populares de pequenos negócios atingidos e que terão recursos do Programa Gaúcho de Microcrédito para a retomada das atividades profissionais.

Com as cheias foram atingidos 36 municípios: Triunfo, Nova Santa Rita, Cachoeirinha, Alvorada, Porto Alegre, Parobé, Esteio, São Sebastião do Caí, Eldorado do Sul, São Jerônimo, Gravataí, Montenegro, Canoas, Igrejinha, São Leopoldo, Sapiranga, Taquara, Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo, Santo Antônio da Patrulha, São Francisco de Paula, Barão, Bento Gonçalves, Vale Real, Cotiporã, Salvador de Sul, Venâncio Aires, Lajeado, Colinas, Estrela, Cruzeiro do Sul, Arroio do Meio, Taquari, Bom Retiro do Sul, Encantado e Santa Cruz do Sul.

Dziedricki, ao adiantar a criação da nova linha de Microcrédito das Chuvas no RS – disse que a modalidade é uma “rápida resposta para que cada comerciante atingido pela chuva possa restabelecer sua vida e condição de empresário com investimento e capital de giro com juros similares ao da poupança”.

O secretário destacou ainda que na segunda-feira (9/9/2013) ocorreram reuniões com instituições de microcrédito “para agilizar o atendimento na liberação de créditos para os atingidos”.

Até 31 de agosto deste ano, o governo do estado alocou um total de R$ 225.

118.

800,65 para esse contingente de empreendedores gaúchos que atuam com micro e pequenas empresas e empreendimentos solidários.

Os comerciantes atingidos pelas cheias poderão utilizar o financiamento do Microcrédito para recuperar seu negócio, seja com o abastecimento de produtos para estoque ou com a aquisição de equipamentos necessários para a manutenção da atividade que desempenha.

Os empréstimos do Microcrédito vão de R$ 100 a R$ 15 mil, com juros mensais de 0,41% e pagamento em até 24 vezes.

Os recursos disponibilizados são garantidos pelo Fundo de Apoio à Micro Empresa, ao Microporidutor Rural e Empresa de Pequeno Porte – Funamep.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal Diário de Canoas