Eduardo Costa diz que é preciso adequar tabela SUS à modernidade dos serviços médicos

Agência Trabalhista de Notícias 7/06/2019, 8:45


Imagem Crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O deputado Eduardo Costa (PTB-PA) afirma ser essencial corrigir os baixos valores da tabela SUS, que serve como referência para o governo pagar entidades filantrópicas e hospitais conveniados vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Esses valores não têm correção há 13 anos.

“Hoje, pela tabela SUS, uma consulta com especialista é R$ 15. Um procedimento cirúrgico chega, em alguns casos, a R$ 120, incluindo internação, taxa de sala, cirurgião, anestesista e tudo mais. Então, são procedimentos muito defasados e que estão fora da realidade da saúde”, destaca o parlamentar.

Eduardo Costa é integrante do Grupo de Trabalho que discute a Atualização e a Modernização da Tabela SUS, vinculado à Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados. O petebista aponta outro problema: a tabela não tem acompanhado os avanços tecnológicos na área da saúde.

“Hoje temos exames de alto custo que não se faziam antes, procedimentos endoscópicos, laparoscópicos, artroscópicos. A tabela não evoluiu da mesma forma que evoluíram os exames e os procedimentos da saúde aqui no nosso país”, critica.

Tratamento diferenciado

Segundo o deputado, os hospitais conveniados que apoiam os governos locais ou regionais são tratados de forma diferenciada: fazem pactos de prestação de serviço e ficam fora da tabela SUS, recebendo valores mais altos pelos atendimentos médicos. Por outro lado, ele explica que os hospitais que não têm esse alinhamento com os governos são submetidos à tabela.

“Nossa preocupação é que a tabela seja isonômica, sirva para todos. Quando o contrato entre governo e hospital conveniado engloba apenas uma negociação independente entre aquele prestador e o governo, pode haver distorções, haver favorecimentos, uma série de outros fatores que são muito comuns aqui no nosso país”, analisa.

Com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados