Edvaldo defende preservação das baianas de acarajé nas ruas de Salvador

PTB Notícias 10/09/2013, 8:34


O vereador Edvaldo Brito (PTB) colocou-se em defesa da preservação da cultura das baianas de acarajé e da venda de quitutes tradicionais em tabuleiros nas ruas de Salvador (BA).

O assunto foi apresentado pelo presidente do coletivo de entidades negras de uma Associação Beneficente, Marcos Rezende, na segunda-feira (9/9/2013), em sessão ordinária da Câmara Municipal.

Segundo o representante, a tradição soteropolitana está ameaçada por conta das novas normas decretadas pela Prefeitura e pela intenção de subtrair o número de baianas na orla da capital baiana.

“Quando se discute a tradição do acarajé, não posso deixar de me sentir tocado pessoalmente.

Aqui vou sempre defender as baianas de acarajé.

Quando menino fiz acarajé.

Não é de um quitute apenas que estamos falando.

É de algo muito mais importante que é a religião dos terreiros.

Sou, sim, homem de axé, homem de orixá, e portanto defendo o acarajé como algo importante em nossa liturgia.

Não se reloca nem se reduz uma pratica religiosa dessa forma”, defendeu Brito.

Outros pontos do decreto do Executivo que são contestados pelas baianas são a obrigatoriedade de montar toldos móveis e a não permissão de pontos fixos de tabuleiros na cidade.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal Bahia Econômica