Elizandro Sabino fala sobre renovação política e prevê mudanças profundas no país

Agência Trabalhista de Notícias 8/02/2019, 9:32


Imagem Crédito: Vinicius Reis/ALRS

Em seu primeiro discurso na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, na terça-feira (7), o deputado Elizandro Sabino (PTB) falou sobre o tema da “renovação no atual cenário político”. Ele contou um pouco da sua trajetória, com atuação em defesa dos direitos da criança e do adolescente, e agradeceu a todos aqueles que o apoiaram em sua caminhada, em especial à sua esposa, Tanise, psicóloga com especialização em Gestão Pública e presidente municipal do PTB Mulher, e aos 36.033 votos que o elegeram.

Disse que o Parlamento não lhe era estranho, uma vez que seu pai havia trabalhado na Casa por muitos anos, como assessor dos deputados Luís Carlos Abadie e Edemar Vargas. Contou ter sido conselheiro tutelar de Porto Alegre, posteriormente reeleito, tendo sido o mais votado da cidade. A seguir, atuou por sete anos na advocacia, retornando ao setor público como assessor jurídico da Secretaria Municipal de Obras e Viação, coordenador jurídico do Departamento Municipal de Habitação e vereador por dois mandatos, além de secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana.

Sobre as mudanças no cenário político, observou que 28 dos deputados estaduais eleitos estavam em seu primeiro mandato, contra 21 novos deputados em 2014. “Tudo isto faz parte de uma renovação política, não só no Rio Grande do Sul, como no país”, registrou. Disse que hoje havia 17 bancadas na Casa, enquanto que em 2014 eram 13, e que esse fato também revelava uma renovação significativa que iria se traduzir, a seu ver, em um debate amplo, no âmbito do Estado Democrático de Direito.

O deputado saudou as medidas anunciadas pelo ministro Sérgio Moro, visualizando mudanças profundas no país e no Estado, e disse ter ficado feliz em ver o governador Eduardo Leite (PSDB) presente à exposição dessas medidas.

O parlamentar ainda informou que pretende instalar uma frente parlamentar em defesa dos direitos da criança e do adolescente.

Com informações da Agência de Notícias ALRS