Elmano diz que integração é um desejo antigo da população de Teresina

PTB Notícias 29/12/2011, 12:28


Durante lançamento da campanha publicitária e informativa da integração das linhas de ônibus em Teresina, que aconteceu na última quarta-feira (28/12), no Luxor Hotel do Piauí, o prefeito de Teresina, Elmano Férrer (PTB), ressaltou que a integração é um desejo da população da capital há 20 anos e que, finalmente, o sistema será implantado.

“É uma conquista da população, pois vai beneficiar os passageiros que precisam pegar mais de um ônibus por dia”, disse.

A integração começa na próxima segunda-feira (02), e atingirá 33 das 92 linhas existentes na capital, mas que transportam 42% dos passageiros.

Segundo o prefeito, essa é apenas a primeira fase do sistema.

Nas outras etapas, mais linhas serão integradas até que em junho, 100% das linhas estejam integradas, atendendo a todos os usuários.

Desde o último dia 28, a Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), começou a distribuir mais de 20 mil folders explicativos contendo orientações relacionadas ao novo sistema coletivo.

Eles estão sendo entregues nos principais pontos de ônibus.

Na segunda-feira, início da integração, cerca de 50 agentes identificados com coletes estarão orientando os usuários.

Eles ficarão durante todo o dia nas paradas de ônibus.

Além disso, a PMT inicia uma campanha na TV com cinco vídeos com informações sobre a integração.

Agentes identificados, como essa moça, estarão espalhados pelos pontos de ônibus a partir de segunda, para tirar dúvidas da populaçãoOs ônibus integrados terão cartazes, placas nos pontos de integração e adesivos informativos nos ônibus, informando os zonais de acesso.

Estará disponível o telefone 0800 086 3122 para responder as dúvidas da população.

Segundo a Strans, 140 mil usuários já vão poder usar a integração a partir de janeiro.

Esse é o total de pessoas que possuem o cartão eletrônico.

São trabalhadores de empresas cadastradas no sistema eletrônico de bilhetagem e estudantes que tem o cartão Mais Fácil Estudantil.

As pessoas beneficiadas com a gratuidade também já fazem parte da bilhetagem eletrônica.

Para ter esse beneficio os usuários devem ter um cartão eletrônico, que pode ser o Vale Transporte Eletrônico – VTE, o Cartão Mais Fácil Estudantil ou o Cartão Mais fácil Gratuidade.

O VTE é distribuído aos trabalhadores pelas empresas empregadoras.

1800 empresas já oferecem o cartão.

O Cartão Mais Fácil Estudantil foi implantado em 2003.

O Cartão Mais Fácil gratuidade é um direito de algumas categorias, idosos e deficientes físicos.

O cadastro é feito nos sindicatos ou na Semtcas.

Quem não possui nenhum desses cartões pode adquirir um Cartão Expresso para ter direito ao beneficio da integração ao custo de R$ 6,30.

O Cartão Expresso será comercializado a partir de janeiro nos postos de vendas de créditos estudantis, onde também poderão ser recarregados.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal O Dia