Elmano lança Orçamento Popular e fica indignado com lixo em Teresina

PTB Notícias 9/06/2010, 17:01


O Orçamento Popular de Teresina foi lançado na manhã desta quarta-feira (09/6), no auditório o Sebrae, com a presença do prefeito Elmano Férrer (PTB), secretários municipais, vereadores, além de lideranças comunitárias e associações de bairro.

Para a realização das obras equivalentes ao período 2010/2011, PMT vai disponibilizar R$ 15 milhões.

Na ocasião, Elmano mostrou-se insatisfeito com inúmeros problemas de infraestrutura e serviços públicos da cidade.

No OP, a população elege as intervenções prioritárias a serem feitas em cada comunidade.

Os recursos previstos para este período devem ser aplicados principalmente em calçamento, pavimentação, habitação, bem como construção de unidades sanitárias e centros municipais de educação infantil.

Para as cinco regiões da zona urbana foram apresentadas 50 propostas.

Já na zona rural a Prefeitura recebeu 80 propostas.

Teresina foi uma das primeiras cidades a implantar o Orçamento Popular, por meio de um processo democrático e participativo, que envolve poder público e movimentos sociais.

De acordo com o prefeito de Teresina, Elmano Férrer, a tendência é continuar com a ação em nível municipal.

Segundo ele, todas as metas estabelecidas pelas comunidades estão sendo cumpridas.

“Estamos cumprindo regularmente este ano.

A nossa prioridade vai depender do pedido da população.

O que a comunidade quer, a Prefeitura buscará atender”, garante Férrer.

Elmano Férrer mostrou indignação com alguns problemas que ainda existem na cidade por conta da burocracia.

“Estou insatisfeito com o lixo, iluminação, com as condições de hospitais, praças.

Já marquei também reunião com os administadores de mercados públicos e cemitérios para buscar melhorias.

Tem que ter mais compromisso, dedicação.

Eu e a sociedade temos pressa”, lista o petebista.

De acordo com o secretário municipal de Planejamento, João Alberto Monteiro, a proximidade do período eleitoral obrigou a PMT a inscrever investimentos no PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) com mais pressa.

Nessa etapa do programa está previsto para Teresina cerca de R$ 120 milhões a serem aplicados em linha de drenagem, saneamento básico, galerias, remoção de famílias de áreas de risco e regiões em assoreamento.

fonte: site 180graus.