Em entrevista, Armando Monteiro fala de seu otimismo com governo Dilma

PTB Notícias 2/01/2011, 10:34


O senador eleito Armando Monteiro (PTB) está confiante de que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e a presidente Dilma Rousseff (PT) vão consolidar a parceria entre as gestões estadual e federal, dando continuidade ao tratamento especial que Pernambuco teve no governo Lula.

“Isso tudo como reconhecimento à liderança do governador Eduardo Campos e ao dinamismo que a economia de Pernambuco tem revelado”, diz o senador eleito do PTB em entrevista, onde faz também um balanço dos oito anos de Lula, apresenta suas propostas de atuação no Senado e comenta as perspectivas para o Estado em 2011.

Perspectivas de Pernambuco em 2011São extraordinárias.

Pernambuco começa a colher uma série de resultados positivos de tudo aquilo que foi plantado nos últimos anos.

Hoje vemos o avanço das obras e projetos muito importantes.

O maior ritmo da Transnordestina, as últimas etapas da Transposição, a duplicação da BR-104, o avanço da 408.

Tudo isso requalificando e reforçando a infraestrutura de Pernambuco.

Mas Pernambuco também consolida uma série de políticas públicas que estão mudando para melhor a vida de todos, na educação, na saúde, na segurança pública.

No plano político, 2011 marca o novo momento do governo de Eduardo Campos, com uma ampla conjugação de forças, o que permite dar absoluta estabilidade a esse processo de recuperação econômica do Estado.

Será um ano de grandes conquistas, em que vamos consolidar esse processo de transformações econômicas de Pernambuco.

Parceria com o governo de Dilma RousseffEsse novo período vai marcar também a força de uma parceria que vai se evidenciar desde este início de governo da presidente Dilma, que sempre tem reafirmado o compromisso com Pernambuco.

Isso tudo como reconhecimento à liderança do governador Eduardo Campos e ao dinamismo que a economia de Pernambuco tem revelado.

Eu tenho certeza que o governo federal vai continuar alinhado com os interesses de Pernambuco, o que garante a continuidade desses projetos que são fundamentais para o Estado.

Atuação no SenadoEssa atuação tem três dimensões.

Primeiro, o compromisso de fazer com que o Brasil continue avançando na modernização das suas instituições, nas reformas que o Brasil precisa ainda promover, a tributária, a reforma política.

Em suma, a melhoria do ambiente institucional do país é um compromisso que temos.

E ainda o de contribuir para que as políticas públicas em áreas muito importantes para o país possam se desenvolver mais.

Uma política nacional de segurança pública, a necessidade de ampliar e melhorar o desempenho do sistema educacional no país, a retomada de uma discussão sobre a questão do desenvolvimento regional no Brasil, a defesa intransigente dos projetos e dos interesses de Pernambuco, e finalmente a luta que vamos travar para que o Senado recupere o seu prestígio no Brasil.

Isso se dá pela busca de maior transparência dos atos da direção da Casa, da melhoria do desempenho da instituição e, sobretudo, o compromisso de aproximar mais essa instituição do cidadão.

Então, são esses os compromissos fundamentais da nossa atuação.

Balanço dos oito anos de LulaEsses últimos oito anos marcaram de forma definitiva a trajetória do Brasil.

O País mudou realmente de patamar, tanto no conceito do mundo, como também ingressou, a meu ver, de forma definitiva, no rumo do crescimento com distribuição de renda.

O Brasil do presidente Lula demonstrou que é possível crescer e ao mesmo tempo promover uma melhor distribuição da renda.

Crescer para a maioria da população, integrando um conjunto expressivo de brasileiros que estavam à margem do nosso processo de desenvolvimento.

O grande legado do presidente Lula é mostrar que é possível conciliar estabilidade econômica com inclusão social.

E esse novo tempo do Brasil refletiu-se em Pernambuco.

Mas o Estado não cresceu apenas em função do que aconteceu no Brasil.

Além disso, o presidente Lula ofereceu o apoio decisivo para que projetos muito importantes pudessem acontecer em Pernambuco, como a refinaria, o pólo petroquímico e a conquista do Estaleiro Atlântico Sul.

E, para culminar todo esse trabalho de parceria do governo federal com o governo estadual, nós celebramos neste final de ano a conquista de um grande investimento que é o da montadora da Fiat, que vai contribuir fortemente para o relançamento da economia industrial de Pernambuco.

Necessidade de qualificação profissionalA visão do desenvolvimento passa pela idéia de que o principal fator de produção é o capital humano.

Nós estamos na economia do conhecimento, em que a qualificação e a capacitação do capital humano são os elementos decisivos desse processo.

Então, é preciso investir na qualificação profissional, na formação de técnicos e na cidadania, aí entendida como a formação do cidadão, que é algo fundamental nesse processo.

Então isso se constituirá sempre num compromisso da nossa atuação na vida pública e agora especialmente na vida parlamentar no Senado.

fonte: Assessoria de Imprensa do senador eleito Armando Monteiro