Em Jales, Marlene Campos Machado empossa diretórios do PTB Mulher

PTB Notícias 10/09/2013, 7:18


No sábado (7/9/2013), durante o Encontro Regional do PTB Mulher – realizado na Câmara Municipal de Jales (SP) -, a presidente estadual e vice-presidente nacional do PTB Mulher, Marlene Campos Machado, empossou 17 diretórios do movimento feminino petebista.

Presentes, dentre inúmeras lideranças, a prefeita de Jales, Nice Mistilides (PTB), e os coordenadores petebistas João Nogueira e Ademar Mellin.

A prefeita de Turmalina, Fernanda Menezes, o prefeito Elvis Carlos (de Ponta Linda) e a presidente do PTB Mulher de Jales, Ivani Franco Pereira, compuseram a mesa oficial dos trabalhos do evento.

Destaque também para a participação do coordenador-geral regional Claudio Ferreira, que demonstrou grande alegria pela constituição dos diretórios municipais do PTB Mulher em tantas cidades.

“É um orgulho para as nossas queridas mulheres trabalhistas ter a liderança de Campos e de Marlene, que têm trabalhado diuturnamente para que a mulher paulista seja protagonista das ações políticas, como instrumento de transformação social.

“A prefeita Nice também comemorou o fato de poder sediar um evento tão importante: “A ação do nosso líder Campos e da nossa presidente Marlene tem transformado a forma de fazer política, aproximando as pessoas do PTB, dando-lhes voz e a oportunidade de participar efetivamente”.

Marlene Campos Machado parabenizou todas as presidentes empossadas, e falou da importância da mulher na política e de como é relevante que se faça trabalho social para os menos favorecidos.

Ela relembrou também o início de sua trajetória no PTB Mulher e como o trabalho dela foi importante para muitas famílias.

“O deputado Campos foi o maior incentivador do meu trabalho; a menina dos olhos do nosso líder é o trabalho político-social, que atende a muitas famílias e pessoas necessitadas.

“Marlene também falou do trabalho que vem fazendo em São Paulo, ao promover e inserir a mulher na atividade política.

“Somos 53% do eleitorado e não ocupamos os espaços nos cenários políticos e nas casas de leis.

Precisamos mudar, nem mais e nem menos que o homem, e, sim, igualdade”.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal do PTB-SP