Em visita ao PTB, Getúlio Vargas Neto conversa com Roberto Jefferson

PTB Notícias 18/05/2011, 18:12


Getúlio Vargas Neto, neto do patrono do Partido Trabalhista Brasileiro, Getúlio Dorneles Vargas, em visita ao presidente da legenda, Roberto Jefferson, no Diretório Nacional, nesta quarta-feira (18/05/2011), conversou sobre sua perspectiva de filiação ao partido.

“O único partido que tem história é o PTB, uma história da qual faço parte.

Então, se eu realmente me filiar, vou estar entrando em casa”, destacou Vargas Neto.

“Isso não é questão de acerto, e sim de simpatia.

O que nós realmente estamos pensando é na história do partido, de quem fundou, na história do grande homem que me orgulho a carregar o nome, foi quem fez este partido e ser o que ele é.

“Getúlio Vargas Neto ressaltou que já foi filiado do PDT em um momento histórico do país, na volta de Leonel Brizola.

Entretanto, depois de sua morte não é a mesma coisa.

Segundo Getúlio, foi um momento histórico que passou, eu tinha uma dívida de amizade com o político gaúcho.

“Então, vir para o PTB não é uma negociação, é um namoro.

Porque dentro de tudo o que aparece (na política brasileira), a minha casa natural é o PTB.

E eu não tenho como negar isso.

Eu levo essa marca GV”, afirmou Getúlio Vargas Neto.

Questionado sobre a responsabilidade de carregar o nome do avô, Getúlio disse que por mais que tenha identidade e que seja conhecido nominalmente, sobre um aspecto político é diferente.

Salienta que não será como Getúlio, mas que será sempre o neto do ex-presidente da República e fundador do Partido Trabalhista Brasileiro.

“Então, por esse aspecto, a responsabilidade é muito grande porque tem que ralar para ficar muito certo, muito redondo.

” Agência Trabalhista de Notícias (Felipe Menezes e Ivana Souza)