Emenda de Talles garante reforma administrativa e enxuga cargos da Agel

PTB Notícias 17/12/2013, 7:20


O deputado estadual Talles Barreto (PTB-GO) apresentou uma emenda ao projeto do governo que estabelece uma reforma na administração pública quanto ao segmento de esportes para manter em atividade a Agência Goiana de Esporte e Lazer (Agel).

“Nossa intervenção é para manter o funcionamento da estrutura da Agel, enxugando sua estrutura e mantendo o princípio de redução de custos buscada pelo governo”, explicou Talles.

O projeto inicial da mensagem enviada pelo governador Marconi Perillo para a Assembleia Legislativa previa a extinção da Agel e a transferência de tudo para outros setores da administração estadual.

Praças de esporte como o Estádio Serra Dourada, Autódromo Internacional de Goiânia, Centro de Excelência do Esporte, Ginásio Rio Vermelho e ginásios de esporte espalhados pelo interior iriam para a administração da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop).

Os programas esportivos como Proesporte, Esporte do Futuro e Bolsa Atleta seriam geridos pela Secretaria Estadual de Educação.

“Concordamos com a meta do governador de enxugar os gastos da máquina pública, mas com base no conhecimento que temos no setor entendemos ser necessário intervir para contribuir com a modernização”, comentou o deputado.

Talles esteve em audiência com o governador Marconi Perillo acompanhado do deputado federal Jovair Arantes (PTB) para apresentar a alternativa ao simples fechamento da Agel.

Segundo o deputado petebista, “é possível manter o trabalho de organização da área de esporte e lazer do governo unificado em uma mesma estrutura” para otimizar o gerenciamento.

Talles foi presidente da Agel, entre 2008 e 2010, e apresentou a Marconi Perillo resultados de projetos desenvolvidos que estimulam a prática de esporte e fazem a função de inserção social.

“Mostramos ao governador Marconi Perillo o quanto uma atividade esportiva é importante para integração de regiões distintas e para inclusão de atletas amadores a projetos que possam potencializar sua capacidade.

Os Jogos Abertos de Goiás mostraram o quanto Goiás pode ter de talentos revelados para a prática esportiva buscando nas bases em cidades distantes e revelando esses valores ainda desconhecidos”, justifica.

DiretoriasNa nova estrutura pretendida por Talles Barreto, a Agel ficará restrita ao presidente, seu chefe de gabinete, uma diretoria Administrativa e Financeira e outra de Esporte e Lazer, com gerências de lazer, eventos, iniciação esportiva, esporte de rendimento e programas especiais.

Também deverá haver outra gerência específica para cuidar do Proesporte.

“É importante salientar que hoje a Agel está presente nos 246 municípios goianos, levando a todas as cidades vários programas de incentivo à prática esportiva oportunizando a toda a população a prática de diversas modalidades esportivas”, frisou o deputado em sua emenda.

Ao final da proposta de emenda, Talles Barreto explicou que “a prática esportiva promove a socialização, o respeito às regras, o respeito aos adversários, a perseverança, a delimitação de objetivos e os próprios limites, ou seja, uma infinidade de benefícios à sociedade como um todo”.

Segundo Talles, a emenda ao projeto que foi discutida com o governador recebeu parecer dos líderes governistas na Assembleia Legislativa e deverá ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça.

“Os líderes do governo estão sensibilizados com a proposta”, finalizou.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do portal Diário da Manhã