Emenda do deputado Valter Araújo é atendida em Novo Horizonte do Oeste

PTB Notícias 23/11/2009, 8:05


Dando continuidade ao seu ritmo intenso de trabalho, o vice-governador de Rondônia, João Cahulla, liberou na manhã deste sábado (21/11) mais de R$ 526 mil para o município de Novo Horizonte do Oeste, atendendo emendas do deputado estadual Valter Araújo (PTB).

A solenidade aconteceu no distrito de Migrantinopólis, com a presença do Deputado Valter Araújo, do prefeito de Novo Horizonte, Nadelson de Carvalho, o secretário-adjunto de Agricultura, Evaldo Lima, o secretário regional de Rolim de Moura, Benício Spagnol, os assessores do Governo Edilson Soares e Josias Custódio, vereadores, produtores rurais e a comunidade.

O deputado estadual Valter Araújo anunciou que Migrantinopólis vai receber uma estação de tratamento de água, para oferecer água tratada para a comunidade e disse que tem trazido vários benefícios e vai continuar lutando por melhorias para o distrito e para Novo Horizonte, município onde residiu e onde sua família continua residindo.

“Não fico apenas no discurso, estou trazendo aqui emendas para beneficiar a comunidade e em parceria com o Governo e a prefeitura, vamos fazer ainda mais”, completou Valter.

Entre as emendas do deputado Valter, uma no valor de R$ 35 mil para a aquisição de uma máquina de fazer bloquete, R$ 80 mil para a iluminação pública e R$ 35 para reforma nas instalações do centro de saúde; entre outras.

O prefeito destacou o apoio recebido do Governo e disse que nesse primeiro ano tem enfrentado dificuldades para colocar a máquina nos trilhos.

“São muitos problemas de certidões e de endividamento, mas estamos agindo com responsabilidade e seriedade, e claro, com o apoio do Governo e dos deputados para beneficiar a toda a população de Novo Horizonte”, observou.

“Essa obra vai assegurar o livre trânsito durante o inverno, para que a produção agrícola e as pessoas possam circular com segurança.

O Estado faz um grande trabalho de substituição de pontes e pontilhões de madeira por galerias de concreto”, finalizou Cahulla.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações de O Nortão