Empresária Charlene Lima é a nova presidente do PTB do Acre

Felipe Menezes | 20/04/2017, 20:27
Créditos: Felipe Menezes/PTB Nacional

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, abonou nesta terça-feira (18) a ficha de filiação ao partido da empresária e publicitária Charlene Lima. Na ocasião, a mais nova petebista assumiu a presidência da sigla no Estado do Acre. Charlene é hoje a única mulher à frente de uma direção estadual do PTB.

O ato aconteceu na sede do Diretório Nacional do partido, em Brasília, e contou com a presença do primeiro-secretário, Norberto Martins, da presidente nacional da Juventude do PTB, Graciela Nienov, do diretor do Instituto Teotônio Vilela (ITV) no Acre, o ex-deputado Marcio Bittar (PSDB), e da jornalista Wânia Pinheiro, que também ingressou nas fileiras trabalhistas.

O presidente Roberto Jefferson comemorou o ingresso de Charlene Lima ao PTB, e destacou que o partido iniciou um novo momento no Acre. De acordo com Jefferson, a determinação e o comprometimento de Charlene serão essenciais para que o PTB seja uma legenda sólida no Estado, ampliando suas condições de competitividade com vistas às eleições de 2018.

“Um projeto político-partidário e de país, que estamos construindo em todo o Brasil, só se torna possível com a participação de pessoas qualificadas, dedicadas e corajosas, assim como Charlene Lima. Estar à frente de um diretório de partido político é um grande desafio, mas tenho confiança na sua força de vontade e visão empreendedora para que o PTB tenha força e maior representatividade no Acre”, afirmou Roberto Jefferson.

O líder petebista destacou ainda que Charlene Lima é hoje a única mulher no comando do PTB em nível estadual. Ressaltando o trabalho das mulheres na construção do partido, Roberto Jefferson disse que as petebistas são combativas, pois têm posições claras e corajosas. Ainda segundo o presidente, o PTB foi o partido que abriu as portas para que as mulheres se colocassem lado a lado aos homens na política.

“Dia após dia as mulheres estão conquistando maior espaço nas mais diferentes esferas da sociedade. Isso é bom, mas ainda falta muito. Por isso, nós, do PTB, defendemos e incentivamos que as mulheres possam cada vez mais ocupar importantes postos de comando neste país, e que sejam tratadas de igual para igual”, salientou. “Companheira Charlene Lima, seja bem-vinda e sucesso nessa missão de fortalecer a nossa flâmula no Acre. Contamos com sua força, garra e vontade de fazer a diferença para que o PTB seja mais forte e, consequentemente, possamos ajudar o Brasil a ser uma nação mais próspera, justa e feliz”, concluiu Roberto Jefferson.

Charlene Lima agradeceu a forma como foi recebida pela Direção Nacional do partido, em especial pelo presidente Roberto Jefferson, e a confiança depositada nela para comandar a sigla no Acre. Destacando que o PTB tem uma bela e longa história, Charlene explicou que está iniciando uma caminhada política, e que pretendia ingressar em um partido no qual se identificasse e pudesse crescer juntamente.

“É um desafio, tanto como mulher quanto por estar iniciando na política, apesar de ter um trabalho de anos nos bastidores”, disse Charlene, que está na “linha de frente” há dois anos. “Costumo dizer que não tive nada fácil, que estou acostumada a batalhar, a começar de baixo, e graças a Deus vou vencendo todas as etapas da minha vida em que propus a fazer”, acrescentou.

Natural de Sena Madureira, a nova presidente lamentou que no Acre o partido esteja “adormecido”. Entretanto, ressaltou que levará o PTB aos 22 municípios do Estado. Charlene Lima disse que o trabalho que será desenvolvido pela nova direção projetará novamente o PTB. Logo, destacou a presidente, as pessoas irão aderir ao projeto do partido.

“O Acre respira política. E por estar adormecido e fora dos escândalos políticos, o PTB acaba sendo uma novidade, uma nova opção no Estado”, sublinhou Charlene. De acordo com ela, é preciso convencer as pessoas a participarem efetivamente da política. “Não só nos bastidores, não só nas críticas nas redes sociais, mas vir para fazer a diferença. Esse é o nosso argumento. Porque pela política é que conseguimos mudar a realidade da cidade, do Estado e do país em que vivemos”, corroborou a dirigente.

Charlene Lima disse ainda se sentir honrada por presidir o PTB acreano, e que por ser hoje a única representante feminina de uma seção estadual da sigla, irá defender que as mulheres “assumam a linha de frente e sejam protagonistas”. Charlene pretende disputar uma vaga para a Câmara dos Deputados em 2018.

“Somos mais da metade da população brasileira, a maioria do eleitorado e responsáveis também pelo sustento de milhares de famílias. Mas é preciso chamar as mulheres para participar da vida partidária e política, não podemos deixá-las à margem. Precisamos dar a elas espaço, para que mostrem o seu potencial. E o PTB é o partido que faz isso, que defende a causa da mulher. Sinto-me honrada em fazer parte deste partido, e espero que mais mulheres possam ter a mesma chance que estou tendo agora”, encerrou.