Entrevista com Frank Aguiar: ‘Nunca falei em abandonar a política’

PTB Notícias 5/01/2012, 8:15


O vice-prefeito de São Bernardo (SP), Frank Aguiar (PTB), negou nesta quarta-feira (4/1) que tenha anunciado no ano passado o fim de sua carreira política.

Há dois meses, Frank afirmou que tinha a intenção de dar maior atenção à família e à carreira e disse que não se candidataria à reeleição neste ano.

“Esse negócio de abandono é por conta de quem escreve, eu nunca falei em abandono.

Afirmei que não seria candidato a vice-prefeito em 2012″, explicou, em entrevista à Rádio ABC.

A fala do vice-prefeito na época não deixava dúvida: a decisão significava deixar a política.

No entanto, desde então o cenário mudou.

É cada vez mais concreta a possibilidade de que Frank assuma uma vaga na Câmara dos Deputados.

O vice-prefeito pode herdar a cadeira de Nelson Marquezelli.

“Pra mim é um pouco delicado, é um colega, um amigo.

A Justiça está agindo e eu vou deixar que as coisas aconteçam naturalmente.

Jamais vou impor ou tentar fazer com que o processo ande mais rápido”, explica o vice-prefeito.

Se assumir a vaga, Frank Aguiar vai passar a ser o quinto representante do ABC na Câmara Federal, junto com Vicentinho (PT), William Dib (PSDB), Vanderlei Siraque (PT) e José di Fillipi Junior (PT).

Vice Frank Aguiar de São Bernardo falou também sobre as discussões sobre a escolha do novo vice de Luiz Marinho, que vai disputar a reeleição, em outubro.

Questionado se o PTB indicará mais uma o nome de vice, Frank desconversou.

“O vice se constrói.

Na política, os principais protagonistas não sabem o que vai acontecer amanhã.

A gente até planeja, pensa, mas isso não depende só da vontade individual do prefeito, ou do vice-prefeito.

Na política só o tempo dá a resposta”, explica.

“É verdade que o PTB quer, mas também temos todos os cuidados”, completa.

Carreira O cantor Frank Aguiar começou a carreira política em 2006, quando foi eleito deputado federal.

Em 2008 foi eleito vice-prefeito de São Bernardo.

Em 2010, tentou novamente uma vaga na Câmara Federal, mas desta vez, sem sucesso.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Repórter Diário