Epitácio Cafeteira faz alerta sobre gravidade da situação ambiental

PTB Notícias 16/05/2007, 8:47


“Se quisermos sobreviver, precisamos entender que somos parte da natureza e devemos a ela estar integrados, pois dela depende nossa vida e a das gerações seguintes”.

O alerta foi feito pelo senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA) depois de analisar algumas das conclusões do recém divulgado relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC).

O documento estima que é possível reduzir o aquecimento global se as emissões dos gases que o provocam começarem a cair até 2015.

O relatório do IPCC também conclui que, para preservar o clima atual, é necessário que até a metade deste século as emissões de dióxido de carbono sejam reduzidas entre 50% e 80%.

O custo para deter o aquecimento global seria de apenas 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial a cada ano, segundo os especialistas.

Não adotar essas medidas, explica o documento, custaria vinte vezes mais aos países, fora o sofrimento humano que a mudança do clima causaria.

Apesar de o relatório do IPCC reconhecer a gravidade da situação ambiental do planeta, ele vislumbra soluções.

Mas essa opinião não é unânime entre os cientistas, conforme informou Cafeteira ao ler matéria publicada pela revista IstoÉ desta semana, intitulada “Era Glacial: o que escondem de nós”.

O texto da repórter Luciana Sgarbi foi feito baseado em informações do diretor de Programa de Políticas Públicas de Ciência e Tecnologia do Centro Belfer para Ciência e Assuntos Internacionais da Universidade de Harvard, o cientista John Holdren.

– Eu já tinha preparado meu discurso antes de ler a matéria publicada pela IstoÉ.

Confesso que fiquei estarrecido com os novos dados.

Percebi que a situação é ainda mais grave do que a apresentada pelo relatório do IPCC – afirmou Epitácio Cafeteira.

O próprio relatório do IPCC motivou o cientista norte-americano a dar entrevistas sobre as conseqüências do aquecimento global.

Ele compara a situação atual da Terra com a de uma pessoa que está dirigindo um automóvel na neblina, com freios ruins e em direção a um abismo.

John Holdren diz não saber se ainda há tempo de reverter a situação atual.

Ele acredita que o planeta está caminhando rapidamente para uma catástrofe climática que o fará retornar à Era Glacial.

– Normalmente, após um pronunciamento desse tipo o que se espera de quem o faz é uma proposta de solução.

Desgraçadamente eu não tenho essa proposta, não sou cientista – lamentou Cafeteira antes de o senador Romeu Tuma (DEM-SP) sugerir que a íntegra do seu discurso seja encaminhada à Subcomissão de Aquecimento Global.

fonte: Agência Senado