Ernandes Amorim alerta sobre novo conflito em área indígena

PTB Notícias 16/04/2007, 9:12


Ante a iminência de uma nova chacina nas terras indígenas dos Cinta-Larga, em Roosevelt, próxima a Espigão do Oeste, o deputado federal Ernandes Amorim (PTB/RO) formalizou, na última semana, junto ao Ministério da Justiça, pedido de envio de força tarefa (Polícia Federal e Funai) para dentro da área e de policiais militares de Rondônia para ajudar no combate a pistolagem e tráfico de drogas no entorno.

Amorim relatou ao ministro Tarso Genro que há um clima de tensão na área desde 2004, quando 29 garimpeiros foram brutalmente assassinados.

“Até hoje não temos conhecimento das ações da PF e da Funai, fato este que aumenta a tensão e o risco do conflito anunciado entre garimpeiros e índios”, disse Amorim.

Amorim lembra que o alerta de que nova chacina está para acontecer na reserva vem sendo feito desde o mês passado na mídia nacional e espera que o ministro aceite a colaboração do Governo de Rondônia.

“Até porque acontece coisas contraditórias no Estado.

Para proteger mineradoras na reserva Nacional do Jamari (também jurisdicionada a União) a força policial da PM tem entrado e sempre está lá dentro para ameaçar os garimpeiros que trabalham no Cachoeirinha.

A autorização, nesse caso, tem partido de quem?”, questiona o parlamentar.

Amorim se disse confiante numa ação emergencial do ministro para evitar conflitos, mas adverte que, por dever de lealdade com o governo Lula, alerta o ministro de que se, por negligência da Polícia Federal e da Funai, ocorrer um novo conflito, acionará o Ministério Público Federal, responsabilizando por crime de omissão os seus gestores.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do Rondonotícias)