Ernandes Amorim protesta contra retirada de moradores de reserva em RO

PTB Notícias 5/05/2009, 7:24


O Deputado Ernandes Amorim (PTB-RO) comentou, em discurso no plenário da Câmara, que hoje, 5 de Maio, é a data estabelecida pelo IBAMA para o inicio da Operação Policial de retirada dos moradores da Flona Bom Futuro, que lá residem há várias décadas, antes mesmo da criação da tal reserva.

“Esse modelo de dessintrusão de famílias, bens móveis e dos seus animais, que no caso do Bom Futuro ultrapassa a expressiva soma de mais de 40.

000 (quarenta mil) bovinos, sem uma nova área para seus assentamentos e sem uma indenização real dos seus bens, fruto de dezenas de anos de trabalho que serão destruídos, por essa equivocada decisão”, afirmou Amorim.

“Alguém precisa alertar o Presidente Lula, dos absurdos que estão sendo cometidos, a exemplo da retirada dos arrozeiros da Reserva Raposa Serra do Sol, onde somente a FUNAI alocou mais de 13 (treze) milhões de reais para a retirada dos não índios, e somente com locação de veículos irá gastar 10.

8 milhões de reais.

A imprensa já noticia que a FUNAI estaria patrocinando um acordo dos Índios com o MST, para ocupação das áreas confiscadas dos arrozeiros, se isto verdadeiramente acontecer será um desastre, pois todos sabem que esse grupo denominado MST, não trabalha e não produz, somente querem promover a desordem no campo”, alertou o Deputado.

“A sociedade Rondoniense, seus Parlamentares e o Governo Estadual preocupados com a gravidade do problema, pois os produtores rurais que vivem na Reserva Bom Futuro, não aceitam a forma como está se processando a tal operação, comandada pela Policia Federal e outras forças policiais.

Na tentativa de evitar esse conflito o Governo Estadual, em recente reunião com o Presidente da Republica, na Cidade de Manaus, ofereceu uma reserva estadual, onde está localizada a obra da Usina do Jirau, como compensação para a permanência desses trabalhadores que não podem ser jogados na rua da amargura e no desemprego, sem perspectiva de trabalho para o sustento de suas famílias”, disse.

“Esperamos que o bom senso prevaleça e o Governo Federal, aceite a proposta, e encontremos assim uma solução que concilie os interesses do Governo e trabalhadores”, concluiu o Parlamentar petebista.

* Agência Trabalhista de Notícias