Esforço de Gim é destacado em encontro com cooperativas habitacionais

PTB Notícias 12/07/2009, 11:43


Um projeto inovador para construção de 30 mil habitações na Cidade Ocidental, no Estado de Goiás, foi apresentado no auditório Petrônio Portela, no Senado, a representantes de cooperativas habitacionais do DF e funcionários do Congresso Nacional.

A proposta prevê a construção de apartamentos modernos, com mais infraestrutura até do que tradicionais quadras do Plano Piloto, como as localizadas nas 400.

Haverá, à disposição da população, toda estrutura de rede de esgoto, água, luz e asfalto.

A proposta se enquadra nas exigências do Programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal, que concede subsídios para compra de imóveis.

Pelo programa, os contemplados poderão parcelar o pagamento em até dez anos.

As parcelas terão valor máximo de 10% da renda do beneficiado e serão concedidas pela Caixa Econômica Federal.

Esse projeto vem sendo executado com êxito há quase dez anos no México.

Aqui, no Brasil, a iniciativa foi abraçada pela Construtora WTorre.

“A duplicação da pista de acesso a essa região já está em obras.

Até onde tiver habitação, haverá uma pista duplicada”, afirmou o senador Gim Argello (PTB-DF).

O presidente da empresa WTorre S.

A, Walter Torre Jr.

, disse que o objetivo é atender 120 mil pessoas, já que, segundo ele, cada família possui, em média, quatro membros.

A ideia é iniciar a entrega dos primeiros apartamentos já a partir de dezembro deste ano.

“Nossa meta é que a nova cidade esteja pronta em apenas dois anos”, explicou.

Além dos subsídios do Governo Federal, também está prevista a contrapartida da prefeitura e do governo estadual.

“Gostaria de elogiar a iniciativa do senador Gim Argello.

Sem ele, não estaríamos aqui hoje para realizar o sonho de milhares de pessoas”, destacou Torre Jr.

QUALIDADE DE VIDAPresente ao encontro, o prefeito de Cidade Ocidental, Alex Batista, também exaltou o esforço de Argello para melhorar a qualidade de vida dos que vivem na região do Entorno do DF.

“Argello está lutando para concretizar todo esse processo”, afirmou Batista.

Os condomínios serão fechados, com guarita e estacionamento individual.

A área destinada à construção de 30 mil apartamento é de 3 milhões de metros quadrados.

Os apartamentos terão cinco pavimentos e os moradores terão autonomia administrativa em seus bairros para formar associações próprias.

Os apartamentos terão dois quartos, sendo um de casal e o outro para crianças.

A sala e a cozinha serão integradas.

“Também vamos variar na composição de cores das fachadas dos prédios para não ficarem iguais”, informou o diretor da WTorre, Renato Lobo.

Ele também disse que haverá espaço para lazer, com churrasqueiras, em condomínios fechados.

“Teremos à nossa disposição a melhor tecnologia possível empregada nesse tipo de construção”, disse.

Haverá, ainda, de acordo com Lobo, blocos com prédios adaptados para deficientes físicos.

fonte: site do senador Gim Argello (PTB-DF)