‘Essa convenção nasce do capital entusiasmo’, diz presidente Benito Gama

PTB Notícias 27/07/2013, 7:03


O presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro, Benito Gama, afirmou nesta sexta-feira (26/7/2013) que a convenção nacional da Juventude do PTB não é por acaso.

Segundo ele, esse encontro é fruto de um capital muito importante na vida das pessoas, sobretudo na política, que é o capital entusiasmo.

A convenção da JPTB está sendo realizada no Albergue da Juventude de Brasília.

O encontro, que será até este domingo (28), reunirá aproximadamente 600 jovens de todo o país.

Compuseram a mesa de abertura da convenção, além do presidente Benito Gama, Norberto Martins (Primeiro-secretário da Executiva Nacional do PTB), Honésio Ferreira (secretário de Comunicação do PTB), Anderson Xavier (secretário de Mobilização Nacional do PTB), Carlos Siegle, o Nenê (Primeiro-secretário de Mobilização Nacional do PTB), Ivan Louzada (presidente da Fundação Instituto Getúlio Vargas) e Ângela Guimarães (secretária-adjunta de Juventude da Presidência da República).

“Há cerca de três meses estávamos discutindo o futuro da Juventude do PTB, de como organizá-la.

O Anderson completou a idade limite, e por isso tivemos que fazer a convenção [provisória].

Então com uma caneta podíamos nomear a nacional e as estaduais, e estaríamos aqui hoje com um grande cartório nacional e 27 estaduais.

Discutimos isso e não aceitamos.

A caneta foi usada para nomear um coordenador, que é o Adriano, para discutir com todos os estados, e demonstrar todas as condições para que chegássemos a essa convenção.

E o Adriano cumpriu o seu papel.

Essa convenção nasce, sobretudo, do capital entusiasmo na juventude do partido”, afirmou Benito.

O presidente do PTB frisou que o seu compromisso e o da Executiva Nacional do partido “não é com nome, e sim com a decisão de vocês”.

Segundo Benito, essa é uma decisão da base e que deve ser discutida exaustivamente, pois “vocês [da JPTB] são os senhores dessa decisão, porque seguramente estão muito bem mais informados.

Nós estamos aqui para aceitar a decisão que vocês conseguirem compor”.

“De cartório estamos cheios.

Vocês jovens não estão nas ruas reivindicando por cartórios, e sim por direitos iguais para todos os brasileiros.

E isso é o nosso PTB, que tem a história que todo partido gostaria de ter”, disse.

Em seu discurso, Benito Gama relembrou ainda a trajetória política e as conquistas para o Brasil por Getúlio Vargas, ex-presidente da República e fundador do partido.

Para Benito, graças a Getúlio, que, na sua opinião, foi um político de vanguarda, o país progrediu na área social e econômica, através da criação da CLT, dos direitos trabalhistas, individuais, sociais e coletivos e do surgimento de empresas como Petrobras, Vale do Rio Doce e BNDES, por exemplo – criações estas que, aliás, permanecem em atividade.

“Por isso reafirmo que o nosso PTB, o nosso velho e aguerrido PTB, tem a história que todos os partidos gostariam de ter, e vamos continuar [a honrar a trajetória]”, disse.

“E o nosso melhor capital nessa convenção é o entusiasmo de vocês, para continuar respeitando esse passado, atuando esse presente e construir o futuro, porque o futuro presidente do partido pode estar seguramente aqui, o futuro governador, prefeito, vereador, deputado, senador estarão aí nessa plateia que vocês estão participando.

E eu já estive aí no lugar que vocês estão, o Roberto Jefferson também já esteve aí.

E é por isso que nós temos também que trabalhar sobretudo com honestidade, dignidade e respeito à todas as pessoas.

“Benito Gama comentou também sobre a responsabilidade de conduzir o PTB na direção correta e fazer com que a sigla honre o seu passado.

Ele mencionou que tem orgulho de presidir o partido, que, diz ele, está presente e dá oportunidade à JPTB.

O líder nacional ressaltou ainda que Roberto Jefferson, presidente licenciado do PTB, “está ausente fisicamente, mas, com certeza, está presente em nossa convenção”.

No encerramento de seu discurso, Benito destacou a importância do jovem na construção do partido.

“Queremos integrar a juventude trabalhista à vida do Brasil, à vida do PTB.

Nossa história foi escrita com muita luta, e, infelizmente, Getúlio Vargas pagou com o seu sangue o próprio sangue.

E isso nos dá muita responsabilidade de continuar com esse trabalho.

E gostaria muito que vocês, partindo da base, escolhem candidatos, lutassem, porque todos os 26 estados e o Distrito Federal o PTB está organizado, e a JPTB está sendo organizada.

Precisamos dar apoio porque nós precisamos do apoio da Juventude, e de sangue novo no partido e no Brasil.

E podem reivindicar, cobrar e sugerir, pois o partido estará presente e disposto a ouvir todos, sobretudo a JPTB.

Bons trabalhos e boa luta.

“Agência Trabalhista de Notícias, por Felipe Menezes e Nathalia MazzoccanteFoto: Felipe Menezes