Estratégias para vencer as eleições foram discutidas no Seminário do PTB

PTB Notícias 4/06/2007, 8:09


Com o painel Estratégias para as Eleições Majoritárias, o mestre em Ciência Política, professor Juliano Corbellini, deu continuidade à programação do 9º Seminário do PTB em Capão da Canoa, no Rio Grande do Sul, na tarde do último sábado (02).

Mais de 800 participantes acompanharam as dicas do especialista que abordou as convicções, cuidados e estratégias que uma eleição majoritária requer.

Durante a sua exposição Corbellini destacou questões ligadas à realidade brasileira, considerando fatores importantes dentro de uma disputa com grande visibilidade.

Uma das primeiras experiências apresentadas pelo cientista político foi a de que há mais candidatos que vagas, que a grande maioria não se elegerá, e que a saturação de uma determinada informação poder ser prejudicial ao andamento da campanha.

Corbellini também citou várias situações em que os partidos estão sujeitos a enfrentar numa disputa eleitoral seja ela de pequeno ou grande porte.

“A única certeza de uma eleição é que há mais candidatos que vagas, e a grande maioria não se elegerá”, explicou.

Para ele, o desafio da campanha se concentra em estabelecer uma conexão eficiente com esse eleitor, firmando uma convicção que irá se traduzir na atitude política do voto.

“Uma campanha se reduz, no essencial, que é levar a mensagem certa ao eleitor certo”, especificou.

Participaram como debatedores o deputado federal, Sérgio Moraes, o prefeito de Alvorada, Carlos Brum e de Igrejinha, Elir Girardi.

O segundo painel da tarde, com o vereador e secretário Municipal de Obras e Viação, Maurício Dziedricki, abordou as estratégias para eleições de vereadores.

Ele defendeu o trabalhismo e os ideais estabelecidos pela história do PTB no Rio Grande do Sul e avaliou os mecanismos para a estruturação de uma campanha eleitoral para a Câmara Municipal.

Na abordagem de temas específicos como calendário programado, foco no direcionamento de campanha e respeito absoluto com o eleitor, Dziedrick disse que é o 14, número do PTB, que faz a diferença nos municípios.

“Nosso planejamento de campanha busca a essência através das relações pessoais, avançando nas relações familiares, nas universidades, nas associações de moradores e, principalmente com aqueles que tem disposição e inserção na sociedade”, afirmou.

Também participaram deste painel o vereador de Carazinho, Ronaldo Nogueira, os deputados estaduais, Aloísio Classmann e Cassiá Carpes.

O último painel da tarde trouxe a discussão para a estrutura logística para Coodenadorias Regionais.

O tema foi apresentado pelo deputado estadual, Iradir Pietroski, que fez um retrospecto da estrutura atual do partido, que possui atualmente, 32 prefeitos, 38 vice-prefeitos, 382 vereadores e mais de 125 mil filiados em todo o Estado.

“Nosso objetivo partidário é organizar a composição da sigla de forma descentralizada, para que tenhamos representantes em todos os municípios gaúchos”, acrescentou.

fonte: site do PTB – RS