Estudantes de Ponta Grossa aplaudem pronunciamento de Jocelito Canto

PTB Notícias 9/09/2007, 8:27


Os alunos do Instituto de Educação de Ponta Grossa estiveram presentes nesta semana na Assembléia Legislativa do Paraná, e aplaudiram o pronunciamento do deputado estadual petebista Jocelito Canto.

O parlamentar defendeu a necessidade de reformas na escola, em razão dos problemas estruturais.

Desde de 1º de fevereiro, Canto teve a promessa do governador Roberto Requião de que a escola seria totalmente reformada em caráter de emergência, sem mesmo a necessidade de licitação.

Jocelito Canto, juntamente com outros deputados de Ponta Grossa, aprovou um requerimento com envio de expediente à Secretaria de Educação para saber os motivos da obra não ter iniciado.

Mas a cobrança de Canto é constante.

Nem mesmo o teto do Instituto de Educação de Ponta Grossa foi mexido.

Em referência à compra dos televisores laranjados pelo governo do Estado, o deputado foi enfático.

“O que é preferível, o governo gastar em televisão e depois o teto do Instituto de Educação cair sobre as televisões ou reformar a escola?”, questionou o deputado petebista, quando foi aplaudido pelos alunos que estavam na galeria da Assembléia.

De acordo com Canto, no dia da posse dos deputados, o governador autorizou o secretário de Educação, Maurício Requião, a iniciar a obra imediatamente.

A escola já tinha sido inclusive visitada pelo vice-governador Orlando Pessuti a pedido de Canto.

“Já foram quase sete meses e até agora nada da obra.

Se o governador for a Ponta Grossa e caminhar pelo Instituto, ele vai ficar horrorizado.

Daqui a pouco despenca o teto na cabeça de alguém”.

MPO requerimento de Canto que convidava o diretor jurídico do Paraná Previdência, Francisco Alpendre, a comparecer à Casa para prestar esclarecimentos sobre a aposentadoria de promotores foi encaminhado pela da Mesa Executiva e agora cabe ao presidente da Assembléia Legislativa, deputado Nelson Justus, marcar uma data .

“Peço que marque o quanto antes para sabermos mais sobre esse assunto.

Vou querer ouvir também o Ministério Público, vamos ouvir as duas partes”, disse Canto.

fonte: site da Assembléia Legislativa do Paraná