NOTA À IMPRENSA: Ex-senador Gim Argello renuncia à presidência do PTB-DF e pede desfiliação do partido

Agência Trabalhista de Notícias 9/06/2016, 16:30


O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, recebeu nesta quinta-feira (9) a carta de renúncia do ex-senador Gim Argello da presidência do PTB do Distrito Federal e o seu pedido de desfiliação do partido. O documento foi protocolado na Direção Nacional do PTB às 12h desta quinta.

Na carta, Gim agradece Roberto Jefferson pela oportunidade concedida a ele de permanecer à frente do PTB-DF “durante longo tempo, exercendo tal função com zelo e dedicação”. O ex-senador afirma também que no exercício de seus mandatos, tanto local como a nível nacional, “desempenhei os mesmos dentro da maior lisura e dignidade, procurando exercê-los pelo povo e para o povo”.

“Ajudei dezenas, quiçá centenas de categorias, porque ajudar rico é fácil, mas fazer política para o povo são poucos, e, graças a Deus, sempre poderei dizer que fiz muito para que a desigualdade social em nosso país não fosse tão grande”, acrescenta. “Diante da atual situação que o país atravessa, por diversas vezes tentaram macular meu nome, e nada conseguiram, mas dessa vez chegaram ao extremo, criando e envolvendo-me em uma situação que jamais existiu, e tudo o que procurarão, não sei o que, nada encontrarão, tornando-se assim uma situação de total indignação para mim e minha família, uma vez que não existe base jurídica e factual para a minha prisão bem como a manutenção da mesma”, afirma.

Gim Argello conclui a carta dizendo que está se retirando da vida pública “a fim de cuidar da minha vida particular, da minha família, saúde e até mesmo da minha defesa judicial”.