Executiva aprova resolução que trata de formação de diretórios municipais

PTB Notícias 7/03/2012, 12:36


Colocado em votação pelo Presidente Nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, a Executiva Nacional aprovou nesta quarta-feira (07/03), durante o encontro da legenda no Diretório Nacional, em Brasília (DF), a resolução PTB/CEN 63/2012, que dispõe sobre a faculdade de adiamento da data das convenções municipais que visam à formação dos diretórios municipais, para depois do pleito eleitoral e dá outras providências.

A proposta visava atender a sugestão do Diretório do PTB do Rio Grande do Sul.

“(A intenção) “é preservar a harmonia do partido nos diversos municípios, evitando disputas internas no momento pré-eleitoral, quando todas as forças devem estar voltadas para a eleição das nominatas proporcionais e majoritárias do PTB”, com consequente possibilidade de contemplação de “prefeitos, vice-prefeitos e vereadores eleitos como membros titulares na formação dos novos diretórios e executivas, que passarão a vigorar pelos próximos três anos””, diz o texto.

Dessa forma, a resolução ficou estabelecida em dois artigos, com um parágrafo único cada.

No primeiro, diz que fica facultado, à cada executiva estadual ou comissão provisória, o adiamento da data estabelecida no artigo 21 do estatuto partidário para a realização das convenções municipais, com vistas à formação dos diretórios municipais para depois do pleito eleitoral de 2012.

“No caso de adiamento ou não, fica determinado a cada diretório ou comissão provisória estadual a prestação de informações ao diretório nacional acerca do posicionamento adotado”, acrescenta o parágrafo único.

No artigo segundo, diz que o vencimento dos mandatos dos diretórios estaduais fica mantido para 20 de maio deste ano, ocasião em que estes passarão, caso haja a opção de adiamento de que trata o artigo primeiro, a funcionar como comissões provisórias; na mesma situação, diz o texto, o vencimento dos mandatos das comissões provisórias estaduais fica mantido para 09 do mesmo mês, cabendo ao Diretório Nacional manter a formação anterior ou indicar a composição provisória sucessora.

“Em qualquer caso, deverão ser encaminhadas listagens ao Diretório Nacional onde constem os nomes das pessoas que respondem pelo partido em cada estado da Federação”, corrobora o parágrafo único do artigo segundo da resolução.

DiscussãoAntes de aprovar a resolução PTB/CEN 63/2012, presidentes dos diretórios estaduais do PTB como Marcus Vinícius (RJ) e Jonival Lucas (BA), e demais líderes como o deputado Fernando Gonçalves (RJ) e Edir Oliveira (RS), debateram alguns pontos do projeto, que foram explicados pelo Secretário de Comunicação da Executiva Nacional, Honésio Ferreira.

“São mais de 200 mil eleitores e ou tiverem geração de programa de TV”, disse.

O Líder do PTB do Rio Grande do Sul, deputado estadual Luis Augusto Lara, também esclareceu o propósito da resolução, que, segundo ele, “é justamente a sequência de um plano que o Diretório Nacional iniciou e que vem dando muito certo”.

No Estado, o PTB tem hoje mais de mil candidatos a vereador e 146 a prefeito.

“O partido está unido e coeso”, afirmou.

“São dois entendimentos (nessa resolução).

O primeiro é que o processo eleitoral para diretório fará com que nossos candidatos farão em nossos municípios abre uma disputa interna no partido, e é um momento para que todos se unem para a eleição.

E para combater com os outros partidos, não com o nosso partido.

E o segundo, e a fotografia partidária.

Agora é uma, outra será depois da eleição.

Por esse critério de fazer agora corremos o risco de deixar alguém fora de um diretório pelos próximos anos.

Vamos concentrar os esforços na eleição.

O projeto do partido é chegar ao poder, e o partido que não chega tem muita dificuldade.

São motivos simples, mas são muito fortes para arregimentar para disputa”, disse Lara.

Agência Trabalhista de Notícias, por ELM, Felipe Menezes e Ivana Souza