Executiva Nacional homenageia os 129 anos de nascimento de Getúlio Vargas

PTB Notícias 19/04/2011, 11:13


O dia 19 de abril é considerado um marco histórico na pequena São Borja.

Afinal, é nesta data que o primeiro município trabalhista do Rio Grande do Sul comemora o nascimento de Getúlio Dorneles Vargas, patrono do Partido Trabalhista Brasileiro e ex-presidente da República.

No propósito de homenageá-lo e reverenciar o legado que deixou no partido e o progresso que proporcionou ao país e que se estende até hoje, graças às ideologias da legenda, a Executiva Nacional do PTB desembarcou na cidade interiorana gaúcha nesta terça-feira (19/04/2011) com a missão de visitar o túmulo do advogado e político brasileiro, que faz 129 anos, na intenção de cultivar as raízes, buscar inspiração para os anos seguintes e reafirmar as ideologias do partido em um momento onde se instalou no país a crise partidária.

“Getúlio Vargas esteve o tempo todo a frente do tempo dele.

De uma cidade pequena, teve uma visão nacional surpreendente.

Enxergou o Brasil em um ângulo de 180 graus, das nascentes do Amazonas até o Oceano Atlântico”, destacou o presidente do PTB, Roberto Jefferson.

“Por isso precisamos dessa inspiração, porque só voltaremos a crescer (no cenário político e deixar de ser um partido de porte médio) se cultivarmos o nosso legado”, enfatizou o líder petebista, acrescentado pelo vice-prefeito de São Borja, Jefferson Olea Homrich.

“Quem não tem passado não terá presente e não poderá sonhar em ter um futuro realizado.

“Na avaliação de Roberto Jefferson, o resgate pela memória do PTB e a busca pelo conhecimento do ex-chefe do Poder Executivo ditará um norte, as perspectivas para um futuro prospero que a legenda vai se situar daqui para frente.

Até porque, como disse o presidente, desde a morte de Getúlio Vargas que o PTB não cresceu à altura como foi na época do fundador, e sem ter sequer feito algo parecido.

De acordo com o presidente, o partido, atualmente, é como o filho pródigo que vive só zelando o patrimônio deixado pelo ex-presidente.

“Devemos perguntar a ele o que ele faria hoje, qual seria o seu foco para construir o país que vivemos hoje.

Pedir que nos inspire para que possamos voltar todos os anos aqui e, diante dele, dizer que estamos buscando ser a altura dele, de sonhos e de ideais”, contou Jefferson.

“Ainda, buscar o eleitor que compreenda o meu discurso.

Aquele mais esclarecido, mais estudado e mais organizado, em ascensão na escala social, e mostrar que o atual modelo de Brasil (industrial) foi construído por Getúlio.

“Roberto lembrou que, além de mostrar que a raiz do partido continua viva, e o trabalho feito por Getúlio, a pretensão da visita ao túmulo era difundir mais a origem, e principalmente estimular a própria base.

“Para que sintam orgulho de onde estão, pois o PTB é um partido transformador”, afirmou Roberto, que contou ainda na possibilidade de o partido dar sequência a ideologia de apostar no modelo industrial que construiu ou na criação de um estilo direto para o terceiro setor da economia – área de serviço, como o tecnológico.

Além do Diretório Nacional, o presidente Roberto Jefferson foi acompanhado por uma comitiva de lideranças estaduais do PTB, composta pelo deputado federal Antônio Brito, da Bahia, e de Edvaldo Brito, vice-prefeito de Salvador; Elaine Matozinhos, vereadora e presidente do PTB em Belo Horizonte (MG); Marli Iglesias, segunda vice-presidente do PTB Mulher; Ivan Louzada, presidente estadual do PTB em Mato Grosso do Sul; Graciela Nienov, presidente do JPTB em Rio Grande do Sul; e dos vereadores Júlio Canelinha, de Paraíba do Sul (RJ), e Elói Guimarães, de Porto Alegre.

Agência Trabalhista de Notícias (Felipe Menezes) Fotos: Andréa Yacovenco e Felipe Menezes