Ezequiel Neiva defende projeto que repõe desconto de militares da reserva

Agência Trabalhista de Notícias 30/04/2020, 10:44


Imagem Crédito: Marcos Figueira/ALE-RO

O deputado estadual Ezequiel Neiva (PTB-RO) usou a tribuna, na sessão ordinária de quarta-feira (29), para defender o projeto de lei, de autoria do Executivo, que repõe o desconto de policiais militares e bombeiros da reserva, encaminhado à Assembleia Legislativa através da mensagem 70/20.

Segundo o deputado, com a reforma da Previdência, os policiais militares e os bombeiros, que recebem até o teto do INSS, que foram para a reserva remunerada, saíram do Iperon e vieram para a chamada ‘fonte 100’ do Governo.

“Com essa medida, os policiais militares e os bombeiros, que estão na reserva remunerada passaram a ter um desconto de 9% nos seus vencimentos. É importante informar que, quando vão para a reserva, esses servidores perdem gratificações e auxílios. O projeto do Executivo cria uma vantagem pessoal, para repor esse valor que é descontado. Gostaria que a matéria fosse colocada em pauta”, destacou Neiva.

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), levantou questão de que benefícios deveriam ser votados em conjunto, quando possível, para todas as categorias: polícias civil e militar e bombeiros.

Novamente, Neiva disse que “não há perda para o Governo, mas uma correção. Não se trata de um aumento para os policiais da reserva, mas se evita a perda nos vencimentos”.

Ezequiel Neiva concordou em votar a matéria na semana seguinte, em acordo com todos os parlamentares. Laerte Gomes pediu então que o líder do Governo, deputado Eyder Brasil (PSL) e os demais deputados da base, possam interceder junto ao Executivo, para que envie o projeto incluindo a irredutibilidade dos policiais civis, para ser votado na próxima sessão.

Com informações da Assembleia Legislativa de Rondônia