Ezequiel Neiva presidirá Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa de Rondônia

Agência Trabalhista de Notícias 20/02/2019, 9:47


Imagem Crédito: José Hilde/ALE-RO

O deputado Ezequiel Neiva (PTB) presidirá a Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa de Rondônia. A comissão é responsável pela definição do orçamento dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e que também tem atribuição decisiva na elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA). Na sessão de terça-feira (19), o presidente da Assembleia, deputado Laerte Gomes (PSDB), nomeou também os demais membros das Comissões Parlamentares Permanentes.

Para Ezequiel Neiva, a Comissão de Finanças e Orçamento é uma das mais importantes do Legislativo, por ter a atribuição de debater o orçamento dos três poderes, tratando dos investimentos, projetos e obras a serem executados com os impostos arrecadados pelo Estado.

O petebista explicou que 25% do que é arrecado pelo Estado é destinado ao Legislativo, Judiciário, Tribunal de Contas, Ministério Público e Defensoria Pública. Os outros 75%, segundo o parlamentar, são utilizados pelo governo para investimentos em obras estruturantes necessárias ao desenvolvimento de Rondônia, na educação, segurança, saúde e agricultura.

Ao analisar orçamento, o deputado fez uma analogia a um jogo de xadrez. “Precisamos mexer bem todas as peças, para que Rondônia não tenha prejuízos. Muitas vezes necessitaremos tirar de um lugar e colocar no outro”, frisou.

Ezequiel Neiva garantiu que chega bem mais preparado para a atual legislatura. Citou que tem a experiência de ter exercido o cargo de deputado estadual. Recentemente, ele incorporou ao seu currículo o cargo de subchefe da Casa Civil do governo de Rondônia e, posteriormente, por quase três anos, foi diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER).

Pela Casa Civil, Neiva citou a importância da articulação política do governo. No DER tocou a principais obras do governo nos 52 municípios do Estado. “Conheço os dois lados [Legislativo e Executivo]. Sei da importância da articulação política e da importância do orçamento para que o governo e a Assembleia possam trabalhar harmonicamente”, destacou.

Com informações da Assembleia Legislativa de Rondônia