Ezequiel Neiva propõe contratação de servidores do DER em caráter emergencial

PTB Notícias 19/06/2020, 7:48


Imagem Crédito: Marcos Figueira-ALE/RO

Durante sabatina, na quarta-feira (17), ao novo diretor-geral do DER, Elias Rezende, indicado pelo governador de Rondônia, Marcos Rocha, o deputado Ezequiel Neiva (PTB-RO), que já foi diretor do Departamento, propôs ao novo chefe da secretaria de obras do Estado, a contratação de servidores em processo emergencial, procedimento já autorizado pela Assembleia e a melhor utilização do quadro de engenheiros do órgão. O parlamentar ainda pediu a renovação da frota de máquinas e atenção especial ao setor de logística do Departamento, responsável pela manutenção do parque de máquinas do órgão.

Contratação de servidores

Ezequiel Neiva entende que o novo diretor do DER precisa fazer, entre suas primeiras ações, a contratação de servidores em regime temporário, lei aprovada pela Assembleia e que está em vigor. A mão de obra do Departamento, de acordo com o deputado, é deficitária para atender a demanda do órgão no período da estiagem. Disse que todos os anos o DER faz a contração temporária, porém, em 2020 o ex-diretor saiu na metade do ano sem agilizar as contratações.

“Além de ser essencial para o Departamento, o processo temporário contribui para a diminuição do desemprego em todo o Estado”, argumento Neiva a assegurar que profissionais de diversas áreas aguardam ansiosos para abertura do processo de contratação emergencial do DER.

Logística

O deputado ainda orientou Elias Rezende a dar atenção especial ao setor de logística, responsável pela manutenção do parque de máquinas. Neiva afirmou o gerenciamento adequado da logística vital para o bom andamento das ações do DER. “O setor de manutenção precisa estar alinhado com as necessidades das 14 Residências Regionais, das usinas de asfalto, e com a Coordenadoria de Ações urbanísticas (CAU), em Porto Velho”, observou o parlamentar que defende a renovação do parque de máquinas.

Engenheiros

Neiva entende o novo diretor deve utilizar melhor o quadro de engenheiros. Ele destacou que o órgão tem profissionais qualificados e que não são utilizados. O parlamentar disse que Rondônia tem cerca de 1500 quilômetros de rodovias asfaltadas e que precisam de manutenção. Além disso, segundo o deputado, o DER precisa cuidar de aproximadamente 10 mil km de estradas de terra. “Esse trabalho precisa estar alinhado com técnicos capacitados”, justificou.

Com informações da Assembleia Legislativa de Rondônia