Fernando Collor destaca participação popular nos trabalhos da CI do Senado

PTB Notícias 20/12/2013, 9:10


Ao fazer uma análise da atuação da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), o senador Fernando Collor (PTB-AL) destacou a participação direta do público, por meio das redes sociais (Twitter e Facebook) e do Alô Senado (0800 61 22 11), no debate dos variados temas tratados pela comissão ao longo do ano.

Segundo Collor, que preside o colegiado, a programação prevista para 2013 foi cumprida rigorosamente.

Foram realizadas 77 reuniões, sendo 46 audiências públicas, das quais participaram 110 expositores.

Entre eles, sete ministros de Estado, além de diretores de agências reguladoras e de estatais.

“Demos a oportunidade a toda a sociedade de envio de comentários e perguntas aos palestrantes, autoridades e sabatinados.

Trata-se de um novo instrumento de democracia direta e ao vivo, do qual a CI foi precursora no âmbito do Congresso Nacional, com o registro de uma excelente repercussão e participação dos cidadãos de todas as regiões do Brasil”, avaliou.

Desatando os nósO presidente da CI ressaltou a agenda referente ao ciclo de debates “Investimento e Gestão: desatando o nó logístico do país”, que resultou em 32 encontros, com a participação de quase 90 debatedores.

Eles abordaram os principais problemas e soluções de seis macrossetores relacionados à infraestrutura brasileira: energia, transporte, mineração, aviação, comunicações e água.

Ao comentar a atuação da CI durante o ano, o senador Walter Pinheiro (PT-BA) elogiou a cobrança feita pela comissão a autoridades do Executivo.

“Temos que diferenciar o que é algo firme do que é grosseria.

Tivemos uma conduta de firmeza por parte da presidência da comissão, que chamou aqui dirigentes de órgãos entidades do governo para responderem.

Foi dado sentido a uma audiência pública e resgatado o papel de uma comissão, que deve discutir sim, mas também acompanhar e cobrar soluções”, avaliou.

Fórum NacionalPara 2014, o senador Fernando Collor anunciou novamente a realização, em março, do Fórum Brasileiro de Infraestrutura ao Desenvolvimento Nacional, idealizado a partir dos ciclos de audiências públicas realizados neste ano.

O objetivo, segundo ele, é agregar os estudos já feitos e mobilizá-los para sua inserção nas agendas das políticas econômicas, sociais e de desenvolvimento, bem como criar um novo espaço de mobilização periódica, além de servir de suporte ao planejamento das ações governamentais.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Agência Senado Foto: Geraldo Magela/Agência Senado