Fernando Collor diz que continuará lutando pela agricultura familiar

PTB Notícias 4/08/2014, 16:48


O senador da coligação “Com o povo pra Alagoas mudar”, Fernando Collor (PTB), prometeu, se eleito, seguir lutando pelas ações em favor da agricultura familiar.

Na sexta-feira (1/8/2014), Collor participou, ao lado do candidato ao governo Renan Filho (PMDB), de um encontro com integrantes de cooperativas e sindicatos rurais do Estado em Arapiraca.

O evento reuniu mais de duas mil pessoas.

No encontro, o senador lembrou que a cidade de Arapiraca é um modelo a ser seguido por outros municípios no que diz respeito à produção da agricultura familiar.

Collor apontou que, graças ao trabalho da bancada federal, os agricultores da capital do Agreste têm à disposição ações de assistência para plantar, colher e vender.

“O fortalecimento do homem do campo significa o crescimento econômico do país com reconhecimento social.

As ações devem seguir neste sentido.

Uma questão que também merece atenção do governo federal é a dívida dos produtores rurais.

Uma conta impagável que deve ser reconsiderada”, ponderou.

De acordo com Renan Filho, para Alagoas sair do cenário de atraso em que se encontra, o Estado deve investir na agricultura familiar, financiando projetos e capacitando os trabalhadores.

“Alagoas não precisa de um salvador da pátria.

É preciso sair do discurso e partir para a ação.

Vamos concluir as obras do Canal do Sertão, mas garantindo o uso produtivo da água”, declarou.

A secretária de Agricultura de Água Branca, Tânia Costa, enfatizou a necessidade de uma bancada federal forte que, em Brasília, ajude os prefeitos na obtenção de recursos.

Ela lembrou que, nos últimos anos, o trabalho do senador Collor trouxe dezenas de maquinários agrícolas paras as prefeituras do interior de Alagoas.

“Um governador sem bancada federal não consegue administrar, principalmente em um Estado pobre como o nosso.

Para que o futuro governador tenha sucesso, precisamos de Fernando Collor no Senado.

Ele trouxe equipamentos e milhões em emendas para Alagoas.

Esse trabalho deve continuar”, disse Tânia.

A secretária de Política Agrícola da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado de Alagoas (Fetag-AL), Nilda Maria, alertou que, apesar do recorrente pedido de ajuda, os agricultores não recebem a atenção devida do governo do Estado.

“Não queremos sair do campo e migrar para a cidade.

Sonhamos com o campo forte, produzindo no dia a dia, ou seja, um lugar digno de se viver.

Precisamos de melhores condições para isso”, disse.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria do senador Fernando Collor (PTB-AL)Foto: Divulgação/Assessoria