Fernando Collor pede que governo retire MPs do ajuste fiscal

PTB Notícias 3/03/2015, 18:23


O senador Fernando Collor (PTB-AL) defendeu, nesta terça-feira (3/3/2015), a retirada, pelo governo federal, das medidas provisórias que compõem o pacote do ajuste fiscal (MPs 664/2014 e 665/2014).

O trabalhista propôs também que o governo adote medidas administrativas para desburocratizar e reduzir o custo da máquina estatal.

Collor ressaltou o fato de o corte de direitos e benefícios propostos recaírem exatamente sobre a parcela da população menos favorecida, formada por trabalhadores que ganham menos, aposentados e pensionistas.

O senador reconhece que o Brasil precisa rever suas políticas fiscal, tributária, financeira e administrativa, mas reclama que as medidas foram adotadas sem uma contrapartida do governo.

Segundo ele, o governo não está disposto a reduzir a máquina estatal, construiu uma política sem ouvir os trabalhadores e as lideranças partidárias e editou as medidas num momento em que o país caminha para recessão.

“Por que justamente num momento em que um período recessivo da atividade econômica se anuncia e se apresenta é que vamos ainda mais agravar a situação dos trabalhadores? E o pior: de forma repentina, apressada e talvez indelével.

A verdade é que todas essas medidas de ajuste fiscal deveriam ter sido tomadas no momento do crescimento e de estabilidade econômica”, disse.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência SenadoFoto: Waldemir Barreto/Agência Senado