FIGV reúne grupo de trabalho em Brasília

PTB Notícias 25/07/2006, 13:11


Contando com a participação de representantes de todos os diretórios regionais do PTB, a Fundação Instituto Getúlio Vargas (FIGV) promoveu nesta terça-feira, 25, em Brasília, o evento “Resgatando as Bandeiras do Trabalhismo”.

No encontro, realizado no Hotel Nacional, os participantes conheceram todos os aspectos do projeto de implantação do novo portal do partido, assim como esclareceram dúvidas a respeito de temas como a adoção de estratégias de divulgação de notícias, questões referentes às limitações impostas pela legislação eleitoral, diretrizes para os sites regionais, entre outros assuntos.

Os representantes dos diretórios regionais foram saudados pelo Secretário-Geral do PTB, Emerson Palmieri, na abertura do encontro.

Emerson agradeceu a presença de todos os participantes, e enfatizou o caráter inovador deste evento, já que, pela primeira vez na história do partido, a FIGV conseguiu reunir todos os diretórios nos estados para um encontro a respeito de um tema administrativo, e não político.

Já o responsável pelo projeto do portal, Tadeu Vieira da Cunha, lembrou a conversa que teve com o presidente do PTB, Flavio Martinez, quando o mesmo teria questionado sobre a viabilidade e o tempo para que o portal do partido entrasse no ar.

Tadeu fez então uma promessa ao presidente: em 60 dias, a partir daquele conversa, o portal estaria disponível na internet para quem quisesse acessá-lo.

E foi o que aconteceu.

Tadeu agradeceu pelo esforço de todos em comparecerem ao encontro e afirmou que, a partir de eventos como esse, o partido irá novamente se unir, para continuar escrevendo novos capítulos em seus já 61 anos de história.

Os jornalistas responsáveis pela área de notícias do site, Eduardo Mota e Tatiana Alves, abriram o primeiro painel da manhã, “Importância e formas de divulgação”.

Na palestra, os participantes do encontro conheceram a missão do novo portal do PTB, a importância da divulgação ágil e precisa das idéias, notícias, opiniões, projetos e temas que traduzem o espírito do PTB.

Segundo Eduardo Mota, a informação é hoje o bem mais precioso do atual século, e o novo portal privilegia o espaço para divulgação democrática das notícias que revelam o dia a dia do partido em todo o Brasil.

A estratégia adotada para elaboração das notícias, o foco a ser dado na divulgação dos fatos mais interessantes e a avaliação do interesse do público-alvo do portal foram outros aspectos mencionados por Eduardo.

A jornalista Tatiana Alves mostrou, através de exemplos retirados do próprio portal, como se deve escrever pro veículo internet, o tratamento a ser dado às notícias, a clareza necessária para se transmitir informações, os conceitos principais que devem ser abordados, entre outros temas.

Tatiana lembrou aos profissionais que trabalharão futuramente nos sites regionais que prestem atenção à padronização das fontes, dos tamanhos e das imagens a serem utilizadas em internet.

O representante da empresa RBW (responsável pela manutenção do portal do PTB), Goethe Ramos, falou sobre a implantação do projeto do portal do PTB, e do desenvolvimento do programa “E-candidato”, que prevê a construção de páginas para os candidatos do partido que queiram divulgar suas campanhas na internet.

Goethe fez uma explanação a respeito da internet no Brasil, o aprimoramento desse veículo como um dos mais eficientes para divulgação de uma organização, assim como o uso da rede mundial em campanhas eleitorais.

Lairsson Giesel, também da empresa RBW, detalhou o funcionamento do programa e-candidato, explicou sobre as ferramentas que estão presentes no programa, e como as pessoas poderiam utilizá-lo para criar páginas de candidatos.

A limitação imposta pela legislação eleitoral, principalmente a respeito de propaganda eleitoral veiculada na internet, foi o tema da palestra do Assessor Jurídico do PTB, Itapuã Messias.

Segundo ele, as regras que norteiam a propaganda política e a divulgação na internet são incipientes, já que um estudo realizado pela consultoria jurídica do PTB revelou que, tanto a legislação que regulamenta as eleições como a que regulamenta os programas políticos deixam a desejar em relação ao veículo internet.

“A legislação não nos ampara para dar todas as respostas aos questionamentos que vocês certamente têm”, afirmou Itapuã, lembrando que os responsáveis pelos sites do PTB nos estados devem usar de bom sendo na hora de divulgarem informações a respeito de candidatos do partido.

O consultor jurídico do PTB também falou sobre a importância de se adotar páginas de campanha com o endereço “candidato.

can.

br”, deixando de lado o “candidato.

com.

br”.

Segundo Itapoá, no endereço .

can um candidato está livre pra divulgar todo o material que julgar importante para sua candidatura, sem sofrer qualquer restrição dos tribunais eleitorais.

Já o site .

com pode levar à impugnação de um candidato caso o administrador da página esqueça de tirá-la do ar um dia após as eleições.

Pela legislação eleitoral, explicou Itapuã, o candidato que permanecer com propaganda após o pleito, já estará antecipando a campanha eleitoral das próximas eleições, cabendo com isso a impugnação de sua diplomação.

“Divulguem suas informações com cuidado, e abstenham-se de fazer qualquer coisa que ultrapasse os limites da legislação em relação à divulgação em internet”, recomendou Itapuã aos membros dos diretórios regionais do PTB que participaram do encontro.

Agência Trabalhista de Notícias