Fogaça investiga possível favorecimento em prova para conselheiro tutelar

PTB Notícias 6/08/2015, 6:52


O secretário de Ação Social de Porto Velho (RO), Daniel Vieira, compareceu à Câmara Municipal, na quarta-feira (5/8/2015), para se explicar sobre as denúncias de irregularidades envolvendo a prova aplicada aos candidatos a conselheiros tutelares que participam da eleição do processo seletivo unificado, marcado para acontecer no dia 4 de outubro.

Ao ser questionado pelo vereador Everaldo Fogaça (PTB), presidente da Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJR), sobre as denúncias que envolvem até favorecimento a candidatos, Vieira disse que a secretaria apenas contratou a empresa responsável pela aplicação das provas.

Na opinião do secretário, se houve irregularidade, o responsável seria o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), a quem caberia, inclusive, a fiscalização dos atos do processo de seleção.

Na próxima segunda-feira (10), a presidente do CMDCA, Marinete Conceição, será ouvida pelos membros da CCJR sobre a denúncia.

De acordo com Everaldo Fogaça, a prova para testar conhecimentos dos candidatos a conselheiros teve 118 inscritos e apenas sete pessoas passaram.

Foram reprovados, inclusive, atuais conselheiros tutelares.

Após uma enxurrada de recursos e denúncias de que as provas foram entregues sem lacre no dia do teste, ouve uma “recorreção” das provas e o número de aprovados subiu para 59.

“Pode ser que algo bem pior esteja por trás disso.

Os conselhos tutelares hoje são objetos de cobiça não só pelo salário, mas pelo poder político que exercem perante as comunidades carentes.

Os conselhos podem estar servindo, inclusive, de joguete político.

Vamos investigar a fundo e vamos ver aonde isso vai dar”, comentou o vereador.

Fogaça ressaltou que qualquer denúncia sobre o assunto pode ser endereçada a ele, na Câmara Municipal, que todas serão apuradas e a identidade da pessoa será preservada.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Câmara Municipal de Porto VelhoFoto: Divulgação