Fogaça reafirma que vai lutar pela telefonia celular em Porto Velho (RO)

PTB Notícias 13/06/2013, 7:05


Uma das principais metas do vereador Everaldo Fogaça (PTB-RO) em 2013 será a luta pela implantação da telefonia celular nos distritos de Porto Velho.

Na terça-feira (11/6), o vereador participou da sessão popular no distrito de Nova Califórnia, e conversou com lideranças políticas e comunitárias da Ponta do Abunã e foi bem recebido em sua proposta.

“A Ponta do Abunã é uma das regiões mais ricas do estado, mas está isolada não só administrativamente, mas também do mundo globalizado por causa da falta de comunicação.

Hoje a falta de telefonia celular encurta distâncias, economiza tempo e dinheiro e agiliza o processo econômico em todas as regiões, mas aqui esse progresso do mundo moderno ainda não chegou”, ressaltou.

No distrito de Extrema, Everaldo Fogaça conversou com um grupo de mototaxistas e deu entrevista às rádios Educadora e ao Estúdio 5, falando sobre sua proposta da telefonia celular, ressaltando a parceria com a Câmara Municipal para emplacar o projeto.

“Não há mais como alijar os distritos do desenvolvimento do estado.

A telefonia celular tem que ser tratada com prioridade.

“O vereador planeja viajar a Brasília para tratar do assunto junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Ele pretende mostrar aos técnicos da Anatel a realidade econômica da região que é grande produtora de gado, abriga uma bacia leiteira, produtora de minério e agricultura.

Sem falar de uma população estimada em quase 50 mil habitantes.

Durante a sessão popular, Everaldo Fogaça discursou sobre o assunto, e ressaltou que o projeto abrange também outros grandes distritos da Grande Porto Velho como os da região Ribeirinha, além de União Bandeirantes.

“As operadoras de telefonia vão fazer questão de investir nesses distritos quando tiverem uma noção mais exata da riqueza dessa região.

Há milhares de produtores aguardando a chegada da telefonia para ampliar seus mercados e vender seus produtos”, avaliou.

HospitalFogaça visitou ainda a associação de mototaxistas, que pediram ajuda para a regularização de suas situações junto à Semtran e também o diretor do hospital de Extrema, Antônio Medeiros.

A unidade atende a mais de 2.

200 pacientes mensalmente, e a várias especialidades e possui um corpo clínico de 23 médicos no setor de pediatria, ortopedia e clínica-geral.

“É realmente uma unidade diferenciada.

Aqui não há superlotação e todos os pacientes que visitamos elogiaram o trabalho do hospital.

A única coisa que falta por aqui é uma ambulância e alguns técnicos, mas a unidade funciona sem problemas.

Se o governo pudesse implantar em todos os municípios uma unidade como essa, teríamos certamente uma das melhores saúdes do país”, elogiou.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Jornal O Nortão