Frank Aguiar destaca projeto que incentiva leitura entre operários

PTB Notícias 30/10/2011, 12:34


A Prefeitura de São Bernardo do Campo deu mais um passo para a democratização do acesso a literatura.

Na última sexta-feira (28/10), o prefeito do município, Luiz Marinho, o vice-prefeito, o petebista Frank Aguiar, o diretor de Recursos Humanos da Mercedes-Benz do Brasil, Marcos Alves, e o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Sérgio Nobre, apresentaram o programa Leitura nas Fábricas, que estará disponível a cerca de 15 mil operários da montadora, localizada no município.

A empresa é a primeira do segmento do País a receber esta iniciativa, que tem como objetivo democratizar o acesso a informação, a inclusão social e a formação do leitor em prol do efetivo exercício da cidadania.

A abertura do evento contou com a apresentação da Orquestra Filarmônica Vera Cruz, sob a regência do maestro Laércio Diniz.

O projeto, que foi lançado em junho de 2010 na Regional de Diadema do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, por meio da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Diadema, é realizado em parceria com o Ministério da Cultura, sindicatos dos Metalúrgicos do ABC, dos Químicos, Construção Civil e Moveleiro.

O vice-prefeito e secretário de Cultura de São Bernardo, Frank Aguiar, que animou os funcionários com a canção A Vida do Viajante, de Luiz Gonzaga, destacou os investimentos do município na área da literatura, como por exemplo, os projetos Concurso Literário, Espalhando a Leitura e Entre na Roda.

Ao todo, segundo Frank Aguiar, dois Pontos de Leitura já foram instalados na Mercedes-Benz próximos da linha de produção a fim de garantir o acesso ao maior número de funcionários da multinacional.

A previsão é que outros cinco espaços sejam implantados.

Além disso, foram capacitados 24 operários indicados pela montadora para serem mediadores de leitura, cujo objetivo principal é atuar como intermediário entre o acervo e os colaboradores.

O espaço reunirá uma coleção de 650 títulos nas seguintes áreas: literatura brasileira, estrangeira, infantil e juvenil, bem como livros didáticos, DVDs e enciclopédias, que poderão ser utilizados para leitura e empréstimo nos horários do café, refeições ou fora da jornada de trabalho.

Em cada unidade, foram instalados um computador, uma impressora, três pufes, um tapete e duas estantes.

fonte: site da Prefeitura de São Bernardo do Campo (SP)