Frank Aguiar diz em entrevista que quer voltar a ser Deputado Federal

PTB Notícias 11/05/2009, 7:42


O vice-prefeito de São Bernardo, Frank Aguiar (PTB) confirmou, em entrevista exclusiva ao Portal ABCD MAIOR, que tentará se reeleger deputado federal pela cidade em 2010.

No final de 2008, à época da posse, Frank discutiu com seu grupo se abria mão do cargo de vice e retornava a Brasília, onde exercia mandato de deputado federal.

Para ser candidato, porém, o cargo de vice em São Bernardo terá de ficar vago, a ser preenchido pelo presidente da Câmara quando da ausência do prefeito.

O cargo no Legislativo, atualmente, é ocupado por Otávio Manente (PPS).

“O que vai acontecer em 2010 é o que todo mundo esperava.

O que eu quero é voltar à Câmara dos Deputados.

Lá fiz bons projetos, relatei, aprovei.

Isso não vai me impedir de estar com o povo de São Bernardo e com o Marinho, não vou me afastar.

A volta a Brasília é para agregar mais para a cidade, para a Região e para o Estado de São Paulo, que me acolheu”, afirma, e nega que a saída seja o início de uma briga pela sucessão: “O Marinho já está aqui e é meu irmão.

Não existe, como o presidente do partido andou dizendo, nenhuma pretensão minha pelo Executivo daqui”.

Aguiar confirmou ainda que tinha o desejo de sequer ter abandonado o cargo de deputado em janeiro, quando renunciou para assumir a vice-prefeitura.

“Havia grupos que achavam que eu faria mais pela cidade aqui, outros que achavam que eu traria mais estando em Brasília.

Trouxe, por exemplo, em uma emenda conjunta, R$ 70 milhões para a construção de um novo hospital.

Chegamos ao consenso de que eu ficaria, mas agora minha vontade é voltar a Brasília”, pondera.

Mesmo com a partida do governo municipal, o cantor é só elogios ao período ao lado de Marinho.

“Ele me deixou muito livre para trabalhar, e temos atuação direta na Administração.

Não acredito nessa história de fazer política por cargos, para colocar gente na máquina.

Então vem gente me dizer que eu não indiquei muitos funcionários, mas não é essa a contribuição que eu quero dar à cidade.

Só sei o que não quero ser: um político desonesto”, sentencia.

Bem-humorado, nem mesmo as críticas recebidas por manter a agenda de shows como cantor enquanto exerce a carreira política influenciam nas decisões de Aguiar.

“Estou político, mas sou cantor.

É um dom de Deus, de onde eu tiro meu sustento.

Não preciso do salário de político para viver.

A opção por ingressar na vida pública foi para retribuir à população todo o carinho que recebo como cantor, foi para fazer algo pela sociedade”, diz.

Sobre a saída do atual vice, Marinho se mostrou satisfeito.

“O Frank gosta de lá, se sente bem trabalhando lá e com certeza continuará trabalhando muito pela cidade como deputado federal”, afirmou.

Sobre sua preferência, o prefeito afirmou que, à época, pediu pela permanência do vice na cidade, mas que, agora, é uma decisão dele.

“Não vamos prendê-lo”, disse.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Portal ABCD MAIOR