Frank Aguiar puxa orelha de Luiz Marinho na Câmara de São Bernardo

PTB Notícias 18/03/2010, 8:18


Em seu terceiro dia como prefeito em exercício de São Bernardo, Frank Aguiar (PTB) fez visita de cortesia ontem aos vereadores na Câmara e, em sua passagem de uma hora pelo local, deixou recado para o chefe do Executivo, Luiz Marinho (PT) – que está em viagem na Europa -, e aos parlamentares da oposição.

A mensagem objetivou melhorar a relação entre a administração e o Legislativo, com aproximação entre as partes.

“Apesar de serem poderes independentes, todo mundo ganha com o vínculo de cordialidade.

Se não há essa aproximação de vez em quando, estão perdendo.

Se o prefeito Marinho não faz (visitas à Casa), vai começar a fazer porque é sensível.

Se não faz contato com mais afinidade, não é por maldade.

Esse ato é bom, é bonito, é uma escola para todos nós”, discursou Frank, na sala da presidência, ao lado dos 21 vereadores – muitas audiências públicas, por exemplo, não atraíram tantos parlamentares.

“Tem de haver bom convívio entre os poderes.

Se não está 100%, vamos melhorar”, continuou.

Em seguida, o político-forrozeiro cutucou a bancada contrária ao governo, ao frisar que o oposicionista Admir Ferro (PSDB), secretário de Educação da gestão anterior, retornou ao gabinete do prefeito somente quando assumiu o Paço no lugar de Marinho, pela primeira vez, no ano passado.

“Também tem de mudar essa atitude.

Os vereadores são clínicos gerais dos problemas da cidade, estão na rua, têm sabedoria das demandas.

Têm a oportunidade de ouvir as dificuldades reais da população, e isso é a melhor coisa que o político pode ter”, discorreu Frank.

Ao fim da explanação, o pré-candidato a deputado federal convidou os vereadores, “depois de fazerem as discussões, o embate das propostas no plenário”, a subirem ao 17º andar da Prefeitura “para tomar guaraná”.

“Não precisa marcar.

É bom receber as pessoas, trocar experiências.

“Os vereadores reagiram de maneira positiva ao puxão de orelha do prefeito em exercício.

“Os poderes são independentes, mas são complementares e podem trabalhar juntos para o bem de todos”, avaliou o presidente do Legislativo, Otávio Manente (PPS).

“É o estilo dele, mais aberto, que prega bom relacionamento.

Não vi como recado.

Expôs a forma de ele trabalhar, que é muito boa”, salientou o representante da oposição, Ary de Oliveira (PSB).

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Diário do Grande ABC