Funcionários públicos têm direito de reivindicar greve, diz Marquezelli

PTB Notícias 7/12/2011, 12:52


O deputado Nelson Marquezelli (PTB) disse em entrevista em Brasília ser favorável a nova postura do Governo Federal em balizar o direito de greve.

“Não é possível que greves se estendam por longos dias e com reuniões de conciliações intermináveis em salas do Tribunal Superior do Trabalho (TST), deixando a população à míngua de serviços essenciais”, explica o parlamentar.

O deputado que foi relator do projeto de Lei que regulamenta a greve no serviço público em empresas estatais, disse que no parecer propôs a adoção de medidas conciliatórias prévias, com funcionamento ininterrupto dos serviços fundamentais do serviço público, como hospitais, escolas, segurança pública, bancos e correios, com a manutenção de, no mínimo, 40 por cento do efetivo funcional para a caracterização de estado de greve legal.

“Setores radicais do sindicalismo acabaram bloqueando a aprovação da matéria na Comissão de Justiça da Câmara (CCJ)”.

Marquezelli disse ainda acreditar que a greve é um direito sagrado do trabalhador, mas usá-la contra a população brasileira é um delito punitivo ao cidadão de bem do nosso País.

Ivana Souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações da assessoria do deputado Nelson Marquezelli