Geovane homenageia padre Chemin como cidadão honorário de Curitiba

PTB Notícias 14/11/2014, 14:54


Em sessão solene realizada na quinta-feira (13/11/2014), a Câmara Municipal entregou o título de cidadão honorário de Curitiba (PR) ao padre João Batista Chemin.

A homenagem, proposta pelo vereador Geovane Fernandes (PTB), foi oficializada por meio da lei municipal (https://www.

leismunicipais.

com.

br/a/pr/c/curitiba/lei-ordinaria/2014/1441/14418/lei-ordinaria-n-14418-2014-” target=”_blank) 14.

418/2014.

A cerimônia de entrega da honraria contou com a presença do prefeito Gustavo Fruet (PDT), do presidente da Casa, Paulo Salamuni (PV), de autoridades religiosas, políticas, bem como familiares e amigos do homenageado.

Geovane Fernandes destacou os serviços prestados pelo religioso à sociedade curitibana, com atendimentos espirituais e psicológicos, e especialmente sua colaboração na formação de novos párocos à Igreja Católica.

“Ele faz isso de coração aberto, sem qualquer distinção de cor ou raça”, afirmou.

O parlamentar fez, ainda, menção ao Atlético Paranaense, clube de coração do padre Chemin, e onde o religioso atua como capelão.

Nascido em Campo Largo (PR), o padre declarou seu amor por Curitiba, cidade em que mora desde os 17 anos de idade.

“Foi aqui que passei o maior tempo da minha vida”, contou, ao prometer jamais esquecer de suas raízes.

“É uma honra receber esse título e quero reafirmar aqui meu compromisso de trabalhar ainda mais pela santificação pessoal de cada um, seja de forma individualizada ou por meio das minhas funções como reitor do Seminário Maior Filosófico Bom Pastor ou como diretor da Faculdade Arquidiocesana de Filosofia e da Escola Diaconal São Filipe.

“O religioso, que possui formação em psicologia e teologia, se disse “agraciado” por já ter contribuído na formação de 56 presbíteros e de 96 diáconos permanentes da Igreja Católica.

Ele lembrou que esta não foi a primeira vez em que foi lembrado pelo Poder Legislativo, tendo recebido, em 2003, o prêmio “Cidade de Curitiba” e, em 2008, o “Papa João Paulo II”.

“Posso afirmar que sou feliz.

Sou fruto de duas famílias católicas fervorosas e meus pais me ensinaram a trilhar os caminhos da fé, justiça, trabalho e caridade e certamente não saberia viver daqui para a frente sem ser padre”, resumiu.

O padre falou sobre outros momentos marcantes de sua vida eclesiástica, tendo frisado a oportunidade de conhecer pessoalmente o Papa João Paulo II.

Representado os alunos da Escola Diaconal São Felipe, Leopoldo Ribeiro Neto exaltou a “dedicação total” do padre Chemin em seus 25 anos de sacerdócio, nos mais diversos setores de atuação da Igreja.

“Ele trata a todos como um pai e, como professor, mostra a importância de conhecer a si mesmo, para depois ajudar o próximo, a exemplo de Cristo”, complementou.

O reconhecimento aos trabalhos prestados pelo religioso também veio em forma de música, com a apresentação do coral da Casa de Seminaristas Bom Pastor, que interpretou a canção “Com o pé na estrada”.

Também participaram da cerimônia os vereadores Colpani (PSB) e Bruno Pessuti (PSC).

Compuseram a mesa de autoridades o reitor do Seminário Propedêutico São João Maria Vianney, padre Mauricio Gomes dos Anjos, e o major da Aeronáutica, Marcelo Nunes.

PerfilJoão Batista Chemin tem 51 anos e nasceu em Campo Largo (PR), onde participou dos primeiros ritos religiosos e concluiu o ensino secundário.

Foi ordenado padre em 1988 por Dom Pedro Fedalto.

Destaca-se pelo seu trabalho na formação de novos padres e diáconos, seja como reitor do Seminário Maior Filosófico Bom Pastor ou diretor da Faculdade Arquidiocesana de Filosofia e da Escola Diaconal São Filipe, ente outras funções.

Possui formação em psicologia, teologia e é pesquisador na área da educação, tendo concluído duas especializações e um mestrado.

É colaborador de publicações cristãs, como o jornal “O Evangelizador”, e responde pela capelania do Clube Atlético Paranaense.

Em dezembro de 2013, celebrou o Jubileu de Prata Presbiteral na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Campo Largo, evento que marcou o aniversário de 25 anos de sua vida sacerdotal.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Câmara Municipal de CuritibaFoto: Andressa Katriny/CMC