Gim Argello quer inclusão da embolização uterina na tabela do SUS

PTB Notícias 13/11/2009, 8:00


O senador Gim Argello (PTB-DF) subiu à tribuna nesta quinta-feira (12/11) para fazer um apelo ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão, para que inclua na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS), “o quanto antes”, o procedimento da embolização uterina.

Trata-se, segundo explicou o parlamentar, de uma técnica simples que vem sendo utilizada no combate aos miomas.

O procedimento requer apenas anestesia local e pode ser feito em regime ambulatorial ou no máximo com um dia de internação.

É realizada uma punção na virilha, onde é introduzido um cateter que injeta micro-esferas nas artérias que irrigam os miomas, fazendo com que o sangue não chegue mais a eles.

Assim, por falta de nutrientes e de oxigenação, os miomas morrem e a mulher poderá engravidar novamente.

Segundo o senador pelo DF, a embolização uterina, que custa cerca de R$ 4 mil na rede hospitalar particular, ainda não está disponível pelo SUS, que, para retirar os miomas, continua submetendo cerca de 200 mil mulheres anualmente à histerectomia, que consiste na retirada do útero, tornando-as inférteis.

– Pois bem, a histerectomia é uma técnica que, apesar de eficiente e largamente praticada, acarreta sério distúrbio psicológico e emocional à mulher (pela perda do útero e da possibilidade de gerar a vida), além de poder trazer outras complicações futuras, como a incontinência urinária, por exemplo – explicou Gim Argello.

Em seu pronunciamento, o senador parabenizou a apresentadora de televisão Ana Maria Braga, da Rede Globo de Televisão, por matéria apresentada sobre a embolização uterina, no último dia 4 de novembro.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Agência Senado