Gim Argello trabalha para viabilizar verba de R$ 300 milhões para o DF

PTB Notícias 23/12/2008, 16:04


Cerca de 45 mil famílias do Distrito Federal deverão ser beneficiadas pelo Projeto Pró-Moradia do Ministério das Cidades.

O Governo do Distrito Federal está à espera da liberação do recurso de mais de R$ 300 milhões com tudo pronto para começar o investimento.

O recurso está para ser autorizado, após grande esforço do senador Gim Argello (PTB-DF), que atuou de maneira firme para obtenção da verba junto ao governo federal.

Serão beneficiadas com pavimentação, construção de rede pluvial e de casas populares as regiões de Planaltina, Mestre D”Armas, Arapoanga, Vila Vicentina, Sol Nascente e São Sebastião, nas quadras 301, 302 e 303.

No total, serão construídas 3,3 mil casas populares.

A promessa é de que 100% da população dessas regiões tenha asfalto e rede pluvial.

O Secretário de Obras do GDF, Márcio Machado, está esperançoso.

“Temos a esperança de que o Governo Federal libere o mais rápido possível esse dinheiro para que possamos ajudar essas comunidades”.

Márcio Machado também comentou a luta do senador Gim Argello (PTB-DF) para que o projeto se concretizasse.

“O Gim realmente trabalhou firme para que isso pudesse acontecer.

Sua luta foi fundamental”, lembrou.

De acordo com o secretário, o senador lutou junto ao governo federal para que o DF fosse beneficiado com o recurso.

Segundo a assessora especial da Secretaria de Estado de Obras, Rossana Elizabeth Arruda da Cunha, o governo do DF está pronto para empreitada.

“O GDF está completamente preparado para obter financiamento tecnicamente e também sobre o aspecto financeiro, considerando a capacidade de endividamento”, explicou.

ExpectativaO governador José Roberto Arruda espera com expectativa o recurso para começar as obras.

“Estamos na expectativa já há algum tempo.

Esse dinheiro será muito importante para concluir as obras nessas comunidades carentes”, afirmou.

Cinco operações de crédito foram selecionadas pelo Ministério das Cidades (Secretaria Nacional de Habitação) nesta etapa do projeto.

O valor total do financiamento é de R$ 318,10 milhões.

O GDF entra com contrapartida de R$ 16,7 milhões, totalizando R$ 334,8 milhões.

O projeto já beneficiou outras cidades do DF como Recanto das Emas, Santa Maria, Samambaia, Vale do Amanhecer e Ceilândia.

fonte: Jornal de Brasília