Gim defende votação de minirreforma eleitoral na próxima semana

PTB Notícias 11/08/2013, 12:25


Os líderes partidários se reúnem na próxima terça-feira (13/08/2013) com a missão de definir os itens da Ordem do Dia, ou seja, assuntos que serão votados em plenário.

Mas para o vice-líder do governo, senador Gim Argello (DF), líder do PTB na Casa, a proposta de reforma eleitoral oferecida por comissão especial do Senado deve ter prioridade: “Uma minirreforma eleitoral, diminuindo os prazos de campanha eleitoral, diminuindo as despesas, para que todo brasileiro possa concorrer a uma eleição.

Você fazer material caro, banners, não faz sentido.

Autorizar santinho, autorizar adesivo de carros e som.

É o ideal.

Isso deve ser votado na semana que vem”, disse.

Pela proposta citada pelo senador petebista, os partidos ganham um mês a mais, até julho, para realizar suas convenções; e a campanha só começaria em agosto.

Entre outros pontos dessa “mini reforma” estão o fim da coligação proporcional e o prazo mínimo para substituição de candidato declarado inelegível.

A pressa em votar mudanças nas regras eleitorais se explica pela necessidade de sancionar a lei até outubro, um ano antes das eleições de 2014.

Segundo o líder do PTB, os senadores também aguardam por decisões que podem sair da Comissão de Constituição e Justiça, que se reúne na quarta-feira.

A CCJ pode, por exemplo, encaminhar ao plenário o projeto que regulamenta o pagamento de gorjetas a empregados de bares, restaurantes e hotéis.

Também podem fazer parte da agenda de plenário projetos que tratam de créditos suplementares e que aguardam votação na Comissão de Assuntos Econômicos.

Agência Trabalhista de Notícias (ELM), com informações da Rádio Senado