Gim propõe que horário de verão seja adaptado ao calendário escolar

PTB Notícias 15/02/2014, 7:51


O Senado vai analisar um projeto do senador Gim Argello, do PTB do Distrito Federal, que pretende alterar o limite para a adoção do horário de verão no Brasil.

O novo horário deve ser adaptado ao calendário escolar para não invadir o período de início das aulas, que é o início de fevereiro.

Assim, os ponteiros deverão ser adiantados a partir do primeiro domingo de outubro, e voltados à posição natural até o último domingo de janeiro.

De acordo com o senador, a transição do horário de verão para o horário normal durante o período de aulas afeta o rendimento escolar, pois os alunos precisam mudar bruscamente os horários que já estavam acostumados.

Gim afirmou ainda que a segurança dos estudantes também fica prejudicada durante o horário especial.

“Quero que coincida com a volta às aulas, para que os estudantes possam voltar com mais tranquilidade.

Porque tem muito aluno que mora longe da escola e tem que acordar quatro horas da manhã, cinco horas da manhã, e ainda tá escuro, tá escuro de verdade.

E com a falta de segurança que nós temos hoje!”, afirmou o Senador.

Gim Argello espera que a proposta seja examinada o quanto antes, e que a nova lei entre em vigor até o mês de outubro.

Neste ano, o horário de verão termina doze dias depois do início das aulas na rede pública do Distrito Federal.

O horário de verão termina à meia noite deste sábado, dia 15, quando os ponteiros deverão ser atrasados em uma hora.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Agência Senado Foto: Geraldo Magella / Agência Senado