Ranolfo Vieira Júnior participa da formatura de agentes da Polícia

PTB Notícias 2/10/2020, 8:24


Imagem

A segurança pública gaúcha recebeu o reforço de 257 novos policiais civis. Em cerimônia no Palácio da Polícia, inspetores e escrivães foram nomeados na quinta-feira (1º) pelo governador em exercício e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior (PTB-RS). O grupo superou a concorrência de 44 mil candidatos que participaram do último concurso. Como parte das medidas para evitar a disseminação do novo coronavírus, a maior parte dos formandos foi acomodada no estacionamento do Palácio durante a solenidade – que foi transmitida via redes sociais – e o restante dentro do prédio. São 126 inspetores e 131 escrivães aprovados no curso.

Ao destacar a importância dos novos servidores, Ranolfo – que também foi paraninfo das turmas – disse que a publicação das nomeações seria publicada no final da tarde no Diário Oficial para agilizar a posse dos agentes. Ele reforçou que o governo planeja nomear mais 3 mil servidores, até 2021, para Brigada Militar, Polícia Civil, Instituto-Geral de Perícias, Corpo de Bombeiros Militar e Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

“Dentro da realidade fiscal do Estado, podemos fazer isso que está posto. Em 2021, serão 3.167 novos operadores de segurança pública no RS”, garantiu.

A chefe da Polícia Civil do RS, Nadine Anflor, ressaltou o desafio de realizar o curso – que se iniciou em março – em meio à pandemia de Covid-19. A delegada explicou os desafios enfrentados durante as aulas e a necessidade de adoção de medidas sanitárias rígidas e a orientação constante para evitar contágio do vírus.

“Vocês escolheram integrar a melhor Polícia Civil do Brasil”, afirmou. Nadine afirmou que os novos policiais têm a responsabilidade de manter o reconhecimento da instituição junto à população. “A PC tem índice de elucidação de 70% dos homicídios, de 65% de roubos a bancos e 99% dos feminicídios”, assinalou.
Em vídeo, o governador Eduardo Leite, que cumpre agenda fora do Estado, destacou que os novos policiais precisaram obedecer a rigorosos protocolos sanitários para concluir o curso de formação. “O nosso cronograma prevê a nomeação de 4,5 mil servidores até 2022”, completou.

Com informações do Correio do Povo