Graça Amorim apresenta Projeto DRS Reciclagem na Câmara de Teresina

PTB Notícias 29/03/2011, 8:33


Teresina (PI) comemora hoje, 29/03, o Dia da Reciclagem, instituído pela Prefeitura Municipal de Teresina.

Ontem, 28/03, a secretária municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social, Graça Amorim (PTB), participou de audiência que discutiu o tema na Câmara Municipal.

Ela apresentou o Projeto DRS Reciclagem, um programa de inclusão social e econômica que envolve 218 catadores de material reciclável do aterro sanitário e que culminará com a coleta seletiva em Teresina.

O projeto é desenvolvido por etapas.

As famílias de catadores de lixo já foram para as salas de aula para aprender a selecionar melhor os resíduos sólidos, através do curso de reciclagem, já participaram de oficinas de Liderança, Coleta Seletiva, Associativismo e Cooperativismo, Planejamento Cooperativista e Relações Humanas, entre outras.

Além das capacitações, o projeto também promove ações de saúde e inclusão digital dos catadores e suas famílias através de dois telecentros instalados na sede da associação de moradores da Vila São Francisco Sul e Parque Dagmar Mazza, cujos computadores foram cedidos pelo Banco do Brasil.

Os catadores também receberam roupas, luvas, botas e chapéu para manusear o material coletado de forma mais segura.

“Atualmente eles estão na fase de legalização da cooperativa que se chamará Associação dos catadores dos resíduos sólidos de Teresina.

O galpão já está pronto e em breve receberá os equipamentos”, declarou Graça Amorim.

O DRS é desenvolvido pela Prefeitura de Teresina, através da secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS) com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Banco do Brasil, Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOPI), Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM), Correios, Caixa Econômica Federal e Associação de Moradores da Vila São Francisco e Parque Dagmar Mazza.

O objetivo do programa é permitir que, após a constituição da cooperativa, os catadores estejam aptos a dar sustentabilidade à cooperativa e gerar lucros, garantindo assim, melhores condições de trabalho e de vida para eles e suas família.

“O projeto DRS Reciclagem culminará com a coleta seletiva que será implantada no município.

A princípio o material será recolhido em empresas que já realizam a separação dos resíduos sólidos como shoppings, supermercados e lojas de Teresina, mas depois se estenderá para toda a população.

A cooperativa, que contará com um veículo próprio de coleta, irá recolher o material a partir de agendamento prévio.

Serão instalados postos de coletas em vários pontos da cidade onde a comunidade poderá deixar o lixo reciclável para ser posteriormente recolhido pela cooperativa”, explica a secretária.

Já foi aprovado o estatuto da cooperativa e escolhida a diretoria e assinada a ata da fundação.

A aquisição dos equipamentos necessários para o desenvolvimento da atividade é o próximo passo do DRS.

O Galpão da Unidade de Separação de Resíduos no Aterro Sanitário de Teresina tem valor estimado em R$ 122.

280,29 e está sendo concluído.

No galpão, eles vão poder armazenar e fazer o processamento dos resíduos para comercialização.

“O trabalho será feito de forma aprimorada e profissional, já que atualmente é realizado de forma amadora e coloca em risco a saúde dos catadores e suas famílias”, completa Graça Amorim.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal 180 Graus