Hilton Polesello defende ramal da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste

PTB Notícias 3/04/2013, 7:37


Os vereadores de Sorriso (MT) aprovaram na segunda-feira (1/4/2013), por unanimidade, o requerimento que pede às autoridades políticas federais e estaduais a instalação de porto seco constante da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) no município.

A ferrovia terá extensão de 1.

638 km, partindo da Ferrovia Norte-Sul em Campinorte (GO) até Vilhena (RO).

No próximo dia 10, em Brasília, uma audiência da Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados discutirá o traçado da Fico.

De acordo com o vereador Hilton Polesello (PTB), a intenção é lutar para que seja mantido o projeto que define como o distrito de Primavera, no município de Sorriso, a localidade mais apropriada.

“No projeto original, consta um estudo de viabilidade econômica elaborado pela UFSC apontando o distrito de Primavera como o local ideal para se estabelecer esse porto seco.

Agora, querem instalar o terminal entre os municípios de Lucas e Nova Mutum, fazendo com que a nossa produção percorra mais de 100 quilômetros para o embarque”, informou o petebista.

Na opinião do parlamentar, uma forte mobilização da sociedade civil organizada, da classe produtora e de autoridades políticas poderá reverter a situação.

“Ainda dá tempo de defender, mais uma vez, nosso município.

Temos a melhor localização, pois somos polo regional de 13 cidades e estamos no entroncamento de duas importantes rodovias federais.

Também somos o maior produtor de grãos do mundo, com cerca de 1 milhão de hectares agricultáveis (somando as safras de soja e de milho safrinha).

Por isso, vamos nos articular e buscar apoio para que Sorriso não seja mais uma vez penalizado como foi no caso da Embrapa”, enfatizou.

Em Mato Grosso, 59 municípios serão “cortados” pelos trens transportando a produção agrícola e produtos madeireiros.

O porto seco construído na região de Sorriso irá receber, principalmente, os grãos produzidos em Sorriso, Nova Mutum, Lucas, Sinop, e demais cidades circunvizinhas.

“Com este requerimento, ministérios e órgãos como ANTT e DNIT, além do Senado e da Câmara Federal, saberão do potencial de Sorriso e de seu interesse em receber o ramal, pois está, inclusive, disponibilizando uma área para abrigar o porto seco”, finalizou.

A propositura foi subscrita pelos demais vereadores da bancada de situação.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal Expresso MT