Ilhabela comemora a Semana da Cultura Caiçara

PTB Notícias 15/05/2007, 14:41


A prefeitura de Ilhabela/SP, por intermédio de sua Secretaria de Cultura, realizou nesta segunda-feira (14/05) a abertura das comemorações da VI Edição da Semana da Cultura Caiçara, Festa de São Benedito e Congada de Ilhabela.

Como parte da programação, também foi realizada a abertura de duas exposições: Exposição Fotográfica Lembranças (com fotos de Ilhabela da década de 30 até os dias atuais, do acervo da Cultura e FUNDACI) e Exposição de Esculturas Arte Caiçara, de Sonia Meyres (seu trabalho é um estudo dedicado à figura caiçara: vida, costumes, seu ambiente, trabalho, família, entre outros).

O prefeito de Ilhabela, Manoel Marcos (PTB), esclareceu que a autoria da lei que instituiu a Semana da Cultura Caiçara foi do ex-vereador municipal José Ribeiro de Sá (Catolé), presente na ocasião.

“Que, por acaso, não é caiçara, mais muito tem feito por Ilhabela em todos estes anos, onde atuou como vereador e atua até os dias de hoje como professor”, afirmou.

O petebista aproveitou o momento para anunciar que irá instituir o Dia do Migrante em Ilhabela.

Muito emocionado, declarou ainda: “quando acontece a Semana da Cultura Caiçara, não podemos deixar de lembrar de Seu Mazinho, Dona Carmem, Dr.

Roberto Fazzini, Sr.

Eurípedes e tantos outros.

Sabemos que aqui tem gente boa que conservou Ilhabela, temos que continuar.

Vamos fazer Ilhabela ficar ainda mais cheia de amor nesta semana de festas”.

Em comemoração à data, a Secretaria de Cultura e a FUNDACI prestaram homenagem a caiçaras ícones da cultura Ilhabelense, que fizeram parte do projeto Registro da Tradição Oral.

Os homenageados foram entrevistadas pela equipe do Projeto e os textos foram compilados para a edição de livros.

A primeira edição, com 10 volumes, foi lançada juntamente com as festividades da noite.

Na ocasião, a secretária Maria Sônia prestou uma homenagem ao caiçara Décio Dias, falecido no último dia 1º de maio, entregando ao seu filho, o secretário municipal de Turismo, Ricardo Fazzini Dias e ao seu irmão, o empresário Dênio Dias, uma poesia de Geraldo de Buta.

Agência Trabalhista de Notícias