Indústria espera corte vigoroso nos juros, afirma Armando Monteiro Neto

PTB Notícias 21/01/2009, 8:18


A redução dos juros é a medida mais urgente e decisiva para estimular a economia e assegurar o emprego.

A afirmação foi feita nesta terça-feira (20/1) pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), deputado federal Armando Monteiro Neto, do PTB de Pernambuco.

Segundo ele, o Brasil é o único país que mantém os juros em patamares muito elevados.

Por isso, a indústria espera que o Comitê de Política Monetária (Copom) promova um corte vigoroso na taxa básica, na reunião que ocorre nesta semana.

“É preciso que os juros caiam e se ajustem à realidade do mundo”, destacou o petebista.

“Todos os bancos centrais do mundo já cortaram os juros.

” Monteiro Neto lembrou que a extinção de quase 655 mil empregos no país registrada em dezembro pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, confirma a retração da atividade e dá uma idéia do impacto da crise internacional sobre a economia brasileira.

Por isso, recomendou ele, as medidas de estímulo à produção e ao emprego que estão sendo cogitadas pelo governo devem ser implantadas rapidamente.

De acordo com o presidente da CNI, o governo prepara um pacote de medidas de estímulo à construção civil, um setor que demanda muita mão-de-obra e matérias-primas produzidas no país.

“A construção civil, seja na área de obras de infra-estrutura ou de habitação, pode dar uma contribuição importante para sustentar o emprego.

” Ele disse que outras medidas de desoneração fiscal, como a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os veículos, também ajudarão a estimular a produção, o consumo e o emprego.

Para Monteiro Neto, o Brasil precisa ter uma agenda que combine medidas em diversas áreas.

Tais medidas devem ser tomadas rapidamente para minimizar os custos sociais da crise e devem ter a contribuição de todos: governo, empresários e trabalhadores.

fonte: Agência CNI